Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Purificação’ Category

Texto Bíblico: João 9.7

Siloé, hb. “Enviado”: O nome do tanque em Jerusalém onde o cego de nascença se lavou e recebeu a vista. (Jo 9.11). A outra menção de Siloé é em (Is 8.6). “As águas de Siloé que correm brandamente.” Tanto o seu nome (enviado), como a frase “correm brandamente,” parecem referirem-se ao fato de que o tanque era abastecido por um aqueduto que trazia ás águas da Fonte da Virgem, uma nascente no vale de Cedrom. O tanque de Siloé é um reservatório de 18 metros de comprimento por 06 de largura e 06 de profundidade. 

1- Levantar. (v.7). “Submissão.”

Uma grande oportunidade foi-lhe oferecida: “E Jesus disse-lhe: Vai, lava-te… O cego foi lavou-se e voltou vendo.”

  • Levantemo-nos para ouvirmos a voz de Deus. (Ez 2.1).
  • Levantemo-nos e obedecemos, pois, este é o caminho que nos conduz à vitória. (v.7).
  • Levantemo-nos e contemplemos a glória do senhor. (Ez 3.23).

2- Lavar. (Ap 22.14). “Purificação.”

O tanque de Siloé (tanque da purificação) representa a dispensação da graça. Não paga nada. Mergulhe no oceano da graça de Deus e Lava-te! Através:

  • Da Palavra de Deus. (Sl 119.9; Jo 15.3; Ef 5.26).
  • Do Sangue de Jesus. (1Jo 1.7; Ap 1.5; 7.14; 22.14).
  • Da Glória de Deus. (Êx 29.43).

3- Vestir. (Rm 3.23,24). “Redenção.”

As Vestimentas da Redenção. A vestimenta o ato da misericórdia de Deus ao homem em desobediência e pecado.

Adão e Eva estavam nus. (Gn 3.7).

“E fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu.” (Gn 3.21).

A Crucificação de Jesus.

“Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram quatro partes…” (Jo 19.23).

As vestes de Jesus foram tiradas e rasgadas para nos vestir:

  • A Veste da Salvação. (Is 61.10).
  • A Veste de Poder. (Lc 24.49; At 1.8; 2.1-4).
  • A Veste da Proteção. (Ef 6.11-13).
Anúncios

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18.30-39

Elias e os quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal:

1- Ele convida o povo a tomar uma decisão. (v.21).

2- Ele desafia o povo a uma prova de fogo. (vv.22-24).

O que Elias fez:

1- Reparou o altar. (v.30). Conserto.

Como está teu altar?:

  • Quebrado,
  • Derrubado,
  • Destruído.

2- Edificou o altar. (v.32). Compromisso.

Com está teu compromisso com Deus?

3- Pós a lenha sobre o altar. (v.33). Oração (combustível).

“O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã… O fogo arderá sobre o altar; não se apagará.” (Lv 6.12,13). 

“Sem lenha, o fogo se apagará…” (Pv 26.20ª).

4- Ofereceu à vítima sobre o altar. (v.33). Sacrifício.

Qual é a tua vítima? A Bíblia diz: “… Ninguém aparecerá vazio perante mim.” (Êx 23.15).

Exemplos de sacrifícios:

1- Abraão ofereceu seu único filho em holocausto. (Gn 22.1-14).

2- Davi ofereceu sacrifício de valor. (2Sm 24.24).

3- A mulher pecadora levou um vaso de alabastro com ungüento. (Lc 7.37,38).

4- A viúva pobre ofereceu tudo o que tinha. (Lc 21.1-4).

5- Jesus disse aos seus discípulos: “… Se alguém quizer vir após mim, renuncie-se a si mesmo (sacrifício próprio), tome sobre si a sua cruz e siga-me.” (Mt 16.24).

6- Paulo adverte: “Rogo-vos, pois irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Hb 12.1).

5- Pós água sobre o altar. (vv.34,35). Purificação. (Ef 5.26).

A Escritura Sagrada diz:

“Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação.” (1Tss 4.7).

“Portanto escrito está: sedes santos, porque eu sou santo.” (1Pe 1.16).

Quais são os meios de santificação:

1- A palavra de Deus. (Sl 119.9,11; Jo 15.3; Ef 5.26).

2- O sangue de Cristo. (1Jo 1.7; Hb 9.22).

3- A glória de Deus. (Êx 29.43).

6- Orou ao Senhor. (vv.36-38). Confiança.

A Escritura Sagrada diz:

“… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16c).

“… tudo é possível ao que crê.” (Mc 9.23).

“… se tiverdes fé… nada vos será impossível…” (Mt 17.20).

“… se creres verás a glória de Deus.” (Jo 11.40).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Filipenses 2.12-16

Introdução: Nossa vida deve de caracterizar pela pureza moral, paciência e serenidade para que possamos “resplandecer como astros no mundo” em um mundo pervertido e corrupto. Uma vida transformada representa um efetivo testemunho da Palavra de Deus. Será que a sua vida está brilhando como possa ver Deus em sua vida.

1. Tendo Confiança Total em Deus:

  • Permitindo que Ele opere em nós. (v.13).
  • Desenvolvendo a Salvação. (v.12).
  • Sendo Zelosos. (v.14).

2. Sendo Inculpáveis:

  • Como Luzeiros. (v.15).
  • Como perdoados. (At 4.12).
  • Como purificados. (At 3.19).

3. Sendo Obedientes à Palavra de Deus:

  • Preservando a Palavra de Vida. (v.16).
  • Brilhando Sempre. (Lc 6.46-49).

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 15.1-10

Introdução: Jesus é a videira verdadeira! Nesta passagem vemos que Jesus faz uma analogia entre ele e uma videira. Na videira, todos os ramos são unidos, ajudando e levando a seiva com todo alimento necessário para os ramos. Cada ramo tem o seu papel, levar o alimento em abundância para que os ramos cresçam e dêem frutos. Quando um ramo não está cumprindo o seu papel, ele está sendo inútil para a vida da árvore, fazendo com que os outros ramos fiquem anêmicos.           

Todo fruto que não dá fruto é cortado. O diabo faz isso com nossa vida, se escapamos do amor de Deus, imediatamente vamos para a vida mundana, para as vontades da carne. E quando estivermos desligados do amor e da seiva de Jesus, automaticamente, seremos cortados. Jesus Cristo já deu a vida dEle por nós, agora Ele é a verdadeira videira.

Todo ramo que dá fruto é podado e o interessante é que quando isso ocorre, ele cresce mais. O agricultor não tem dó de podar porque é melhor para a planta, assim ela vai adquirir mais força. Aquele que não deu fruto não pode beber da mesma fonte que aquele que o não deu.

1- A polêmica da videira:

  • Existem videiras falsas.
  • Israel foi descrito como uma videira de vida. (Jr 2.21).
  • Jesus é a fonte absoluta da vida para os homens. (Jo 14.6).

2- A escolha da videira, como representação da vida eterna, é apta pelas seguintes razões:      

  • Ela é um organismo vivo. (Jo 3.16; 5.26; 6.57). A videira é um organismo vivo, que supre vida a outros organismos vivos. Cristo proporciona vida a outros. Jesus é a fonte de sustento espiritual. Assim também está escrito que Jesus é o pão vivo que desceu do céu.
  • Ela é uma grande fonte de sustento.
  • Dela se extrai o suco que é o vinho – símbolo de alegria.

3- Na videira há duas categorias de varas: Infrutíferas e Frutíferas:

  • As Varas Infrutíferas: São as varas que cessam de dar fruto porque já não tem em si a vida que provém da fé perseverante em Cristo e do amor a Ele. A essas o Pai tira, isto é, Ele as separa da união vital com Cristo. (Mt 3.10). Quando cessam de permanecer em Cristo, Deus passa a julgá-la e a rejeitá-las. (v.6).
  • As Varas Frutíferas: São as varas que têm vida em si por causa da sua perseverante fé e amor para com Cristo. A essas o Pai limpa, poda, a fim de ficarem mais frutíferas.

4- Estar em Cristo (a videira) significa:

  • Crer que Ele é o Filho de Deus. (1Jo 4.15).
  • Recebe-lo como Salvador e Senhor. (Jo 1.12).
  • Fazer o que Deus diz. (1Jo 3.14).
  • Continuar a crer nas boas novas. (1Jo 2.24).
  • Relacionar-se em amor com demais crentes que formam o corpo de Cristo. (Jo 15.12).

5- As condições mediante as quais permaneceremos em Cristo são:

  • Conservar a Palavra de Deus em nosso coração. (v.7).
  • Cultivar o hábito da comunhão constante e profunda com Cristo. (v.7).
  • Obedecer aos seus mandamentos e permanecer no seu amor. (v.10).
  • Conservar a vida limpa mediante a Palavra de Deus. (v.3; 17.17; Sl 119.9).

6- Permanecer em Cristo resulta em:

  • Jesus habitar em nós. (v.4ª).
  • Frutificação do discípulo. (v.5).
  • Sucesso na oração. (v.7).
  • Plenitude de alegria. (v.11).

7- As conseqüências de quem deixam de permanecer em Cristo:

  • Ausência de fruto. (vv.4,5).
  • Separação de Cristo. (v.2).
  • Perdição. (v.6).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Reis 5.1,9-14

Introdução: A porta para a cura de Naamã foi aberta por uma serva que sugeriu que Naamã consultasse o profeta Eliseu. O profeta ordenou Naamã a mergulhar sete vezes no rio Jordão, e ele não gostou muito da idéia. O seu orgulho oculto e arrogante veio à superfície e a sua obediência e submissão abriram o caminho para a cura. E podemos observar três elementos que se destacam nesta passagem:

1- Naamã.  Naamã, hb. “Agradável.” Comandante do exército da Síria:

  • Rico, bem sucedido e conceituado diante do rei. (v. 1a).
  • Foi um vitorioso comandante do exército da Síria. (v. 1b).
  • Um homem valoroso. (v. 1c).
  • Porém leproso. (v. 1d).

Lepra – símbolo, retrato do pecado por ser: 1- Repugnante; 2- Contagiosa; 3- Incurável. No começo é apenas uma pequena mancha. (v. 1). Contamina o homem. É contagiosa. É incurável. A conseqüência é exclusão. Leva à morte. Mas Jesus, e somente Ele, pode curá-la. A Escritura Sagrada diz:

“E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue, e sem derramamento de sangue não há remissão.” (Hb 9.22).

“Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado.” (1Jo 1.7).

2- Eliseu. Eliseu, hb. “Deus é salvação.” Homem de Deus. (v. 8).

“… Veio, pois, Naamã com os seus cavalos e com o seu carro e parou à porta   da casa de Eliseu. Então, Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne te tornará, e ficarás purificado.” (vv. 9,10).

3- Jordão. Jordão, hb. “O que desce” ou “Descendo.” Rio da Palestina e o mais famoso do mundo. A sua fama não é devido ao seu comprimento, nem de ser uma via comercial; tem um curso de apenas 260 km, e nunca levou nas suas águas uma embarcação comercial. No seu curso encontram-se vinte e sete cachoeiras, e muitas vezes transbordam as suas águas. O Jordão é o único rio que se acha abaixo do nível do mar. Não é notável como o Nilo, pelas inundações que regam e fertilizam uma região que de outra forma seria um deserto; nunca se utilizaram as águas do Jordão para irrigação. Nem é conhecido, como outros rios, pelas grandes cidades situadas nas suas margens; nunca foi construída cidade nem vila e nem casa nas ribanceiras, por causa da grande força das águas e o costume de transbordar.

A fama do Jordão é devido:

1- A seus característicos físicos.

2- Aos eventos históricos que ocorreram neste rio. Como por exemplo:

  • A escolha de Ló; “a campina do Jordão,” era “como Jardim do Senhor”. (Gn 13.10,11).
  • Jacó o atravessou quando possuía apenas “um cajado”. “À volta o atravessou com toda a sua casa que consistia de dois bandos.” (Gn 32.10).
  • Gideão o passou com os trezentos homens. (Jz 8.4).
  • Davi, perseguido por Absalão, o passou. (2Sm 10.17; 17.22).
  • Mas a passagem mais espetacular foi da nação de Israel, no tempo de sega, quando as águas transbordavam todas as ribanceiras. (Js 3.15; Sl 114.3).
  • Elias dividiu, milagrosamente, as águas deste rio e passou em seco. (2Rs 2.8).
  • Eliseu as dividiu novamente. (2Rs 2.14).
  • Jordão Naamã foi curado da lepra quando mergulhou sete vezes nas águas do. (2Rs 5.14).
  • O lugar que o rio Jordão ocupa na mente do povo de Deus. O rio Jordão ocupa lugar importantíssimo na mente do povo de Deus:
    • O Egito é o tipo do mundo com seus vícios e escravidão,
    • O mar vermelho prefigura a nossa libertação,
    • O deserto é tipo de nossa peregrinação neste mundo,
    • Como Israel atravessou o rio Jordão, quando parecia impossível, para a terra de Canaã, assim atravessaram os crentes o Jordão da morte para a Canaã celestial.

Lava-te:

1- Jordão demonstração de humildade:

  • Para aceitar a misericórdia de Deus,
  • Para obedecer à ordem de Deus,
  • Para receber a benção de Deus.

2- Jordão lugar de libertação. (Js 3.15; Sl 114.3).

3- Jordão lugar de purificação. (vv.13,14). “… lava-te e ficarás purificado.”

O triplo milagre na vida de Naamã:

  • Ele foi curado da sua lepra. (v.14).
  • Teve seus pecados perdoados. (v.18).
  • Foi em paz. (v.19).

Devemos entender e crer que a maneira de Deus agir é melhor do que a nossa. Por que:

  • Os caminhos do Senhor são melhores,
  • Ele quer nossa obediência mais do que qualquer coisa,
  • Ele pode usar qualquer coisa para cumprir seus propósitos.

Resumo: “… lava-te… e ficarás purificado.” (v.10).

Read Full Post »