Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Diferença’ Category

Texto Bíblico: Jonas 4.1-11

Introdução: A palavra de Deus fora claramente confiada a Jonas. Sua chamada não poderia ter sido mais clara. Porém, o profeta resolveu não ir a Nínive, mas fugir para Társis (na Espanha). (Jn 1.2,3). Com isso ele tentava algo impossível: escapar da presença do Senhor. Ao verificar a geografia da região (mapa), vemos que as duas cidades estão em direções opostas. À medida que ele procurava aproximar-se ou chegar a Társis, mais longe ficava do local da sua missão predita. O resultado foi que não conseguiu fugir da presença de Deus.

Em conseqüência dessa primeira atitude podemos observar as quatro falhas no Ministério de Jonas. Vejamos:

1- A Desobediência de Jonas. (1.3).

Deus concedeu um propósito a Jonas – pregar para Nínive, a capital da Asssíria, poder mundial e o país mais temido e odiado pelo povo de Deus. Era uma cidade poderosa e perversa. Jonas odiava os assírios e temia suas atrocidades. Seu ódio era tão forte que não desejava que recebessem o perdão de Deus. Na verdade temia que aquele povo se arrependesse. (Jn 4.2,3). Por esta razão, respondeu com indiferença e desobediência ao propósito de Deus. Talvez, não sabendo ele que a desobediência é a conseqüência e a causa de todos os males.

Qual Foi a Desobediência de Jonas:

  • Quando fugiu da vontade de Deus.
  • Quando fugiu da presença de Deus. (Sl 139.7,8).
  • Quando fugiu de sua missão.

Consequências da Desobediência:

  • Deus enviou uma grande tempestade. (1.4).
  • Deus enviou um grande peixe para que tragasse a Jonas. (1.7). Instrumento de Castigo: “… e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe.” (1.17).

2- A Negligência de Jonas. (1.5,6; 2.1).

Em meio à forte tempestade, Jonas dormia profundamente no porão do navio, talvez por causa do cansaço, exaustão e pressão. Isto nos mostra a condição espiritual do profeta, que ao invés de estar buscando a Deus em favor dos marinheiros que estavam prestes a ir a pique, preocupava-se apenas consigo mesmo. Mesmo diante da aparentemente situação os atos de Jonas não incomodavam sua consciência. A negligência é a omissão de cuidado; descuido, incúria, desmazelo, menoscabo, desatenção.

  •  Na oração.

Enquanto deveria estar orando estava dormindo. Talvez Estivesse Dormindo Como:

  • Sansão, o sono da carnalidade. (Jz 16.19).
  • Elias, o sono do desânimo. (1Rs 19.5).
  • Os discípulos, o sono da negligência. (Mc 14.37-42).
  • Lázaro, o sono da morte. (Jo 11.11).

Qual o Sono Está Dormindo? As Escrituras Sagradas  dizem:

– “Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos e sejamos sóbrios.” (1Tss 5.6).

“Desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentro os mortos, e Cristo te     esclarecerá.” (Ef 5.14).

“… que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” (Rm 13.11).

3- A Covardia de Jonas. (4.1-3).

Jonas se irou quando Deus poupou Nínive. Porque não queria que seus habitantes fossem perdoados, e sim que fossem destruídos. Jonas pensou que Deus não concederia gratuitamente a salvação a uma nação pagã pecadora. Em seguida, desejou morrer porque essa destruição não mais aconteceria. Como se esqueceu tão rapidamente da misericórdia que recebera de Deus quando estava dentro do peixe! (Jn 2.9,10). Ele ficou muito feliz quando Deus o salvou, mas irou-se quando Nínive foi salva.

  • Quando pensou que Deus tinha esquecido dele. (Is 49.15,16).
  • Com sua atitude egoísta de pensar só em si próprio.
  • Quando pediu para Deus tirar a vida. (4.3).

4- O Exclusivismo de Jonas. (4.6-11).

Jonas ficou irado pela planta que pereceu, mas não pelo que aconteceria a Nínive. Jonas não se queixou da misericórdia de Deus para com ele, ao salvá-lo do peixe. Ele sabia que Deus era “um Deus clemente e misericordioso, tardio em irar-se e de grande beneficência” (v.2), porém ele, pobre criatura, não podia concordar com Deus nisso. Queria ver a grande cidade incendiada.

O incidente da aboboreira servia para ensinar ao profeta a loucura e o egoísmo da sua atitude. Ele podia lastimar a falta da aboboreira porque desfrutou da sua sombra, mas estava bem disposto a ver uma grande cidade varrida com a destruição.

O exclusivista é aquele que tudo sacrifica ao seu próprio proveito; que tem como centro do mundo; que só pensa no seu próprio interesse. É a qualidade daquele que se acha dominado e envolvido pelo próprio eu. O exclusivismo é o contrário ao espírito missionário. A mensagem de Jonas é que Deus é o Deus não apenas dos judeus, mas também dos gentios.

  • Ele queria que Deus destruísse e castigasse os ninivitas. (4.2).
  • Ele queria que Deus não tivesse misericórdia dos ninivitas. (4.2,3).
  • Ele se preocupava mais consigo próprio e seu conforto do que com as almas da grande capital da Assíria.
  • Ele soube pregar com unção, mas não aprendeu que também é vital ter compaixão.
  • Ele tinha esquecido que o Senhor é um Pai cheio de ternura e misericórdia. (4.2).

Resumo: Jonas deveria estar feliz pelo grande avivamento, e a obra que Deus tinha feito com os ninivitas.

Read Full Post »

Texto Bíblico: Esdras 7.10

Introdução: Esdras vai a Jerusalém. Devemos reconhecer um intervalo de 58 anos entre os capítulos 6 e 7. Dario está morto, e Artaxerxes (Longimanus) reina na Pérsia. È o sétimo ano do seu reinado,458 a.C., e Esdras obtém licença de ir a Jerusalém. Ele, como Neemias, pediu licença de ir a Jerusalém, mas sendo sacerdote seu primeiro interesse foi o Templo de Deus. Neemias foi para restaurar a cidade e edificar os muros.

Esdras, “Escriba Versado” na Lei do Senhor, Deus de Israel. (Ed 7.6). Dedicava sua vida ao estudo das Sagradas Escrituras. Era sacerdote eficiente, porque estava determinado a obedecer aos mandamentos do Senhor e ele ensinou tanto através de seus pronunciamentos quanto por meio de seu exemplo. Esdras é um modelo para todos que se dedicam como pessoas ungidas por Deus, a estudar, obedecer e ensinar a sua palavra. Vejamos:

Esdras preparou o seu coração para:

1- Buscar a Lei do Senhor.

  • A lei do Senhor é perfeita e refrigera a alma. (Sl 19.7ª).
  • A lei do Senhor dá sabedoria ao simples. (Sl 19.7b).
  • A lei do Senhor é a verdade. (Sl 119.142; Jo 8.32).
  • A Lei do Senhor é espiritual. (Rm 7.14).

2- Cumprir a Lei do Senhor.

  • Quem ama, cumpri a lei. (Rm13.8).
  • Cumprir a lei é andar em liberdade. (Sl 119.44,45, 96-100).
  • Cumprir a lei é questão de prudência. (MT 7.24).
  • Cumprir a lei garante entrada no reino de Deus. (Mt 7.21).
  • A obediência à lei deve ser de todo coração. (Dt 26.16; 32.46).
  • A obediência à lei é o preço do êxito. (Js 1.7,8).
  • A obediência à lei é melhor que o sacrifício. (1Sm 15.22).
  • Há uma bem-aventurança para aquele que cumprir a lei. (Jo13.17).

Tiago adverte: “… sede cumpridores da palavra e não ouvintes”. (Tg 1.22).

3- Ensinar a Lei do Senhor.

  • É uma ordenança de Jesus. (Mt 28.19,20; 2Tm 4.2).
  • É uma santa vocação. (2Tm 1.9).
  • É a missão do povo de Deus. (2Crô 17.7; Mt 28.19,20).
  • É uma obrigação do povo de Deus. (2Tm 4.2).
  • É a responsabilidade mais importante do povo de Deus. (Mt 28.19,20; 2Tm 4.2).
  • É uma urgência do povo de Deus. (Mt 24.14).
  • Há uma promessa de recompensa para todos os que fazem à obra de Deus. (2Crô 15.7; 1Co 15.58).

Resumo: A Como Esdras, devemos estar determinados a estudar e a obedecer à Palavra de Deus. Lealdade a Deus e a sua Palavra sempre trará a benção e a ajuda divina. Todos os que buscam a Deus contritamente e que lhe são leais e, à sua Palavra, terão a mão favorável do Senhor sobre eles.

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1João 2.15-17

Introdução: A palavra mundo (gr. Kosmos) frequentemente se refere ao vasto sistema de vida desta era, fermentado por Satanás e existente à parte de Deus.

Consiste não somente nos prazeres obviamente malignos, imorais e pecaminosos do mundo, mas também se refere ao espírito de rebelião que nele age contra Deus, e de resistência ou indiferença a Ele e à sua revelação.

Isso ocorre em todos os empreendimentos humanos que não estão sob o senhorio de Cristo. Finalmente, o “mundo” também inclui todos os sistemas religiosos originados pelo homem, bem como todas as organizações e igrejas mundanas e mornas.

Três Verdades:

1- O mundo nos odeia. (Jo 17.14).

2- O mundo não nos conhece. (1Jo 3.1).

3- O mundo jaz no maligno. (1Jo 5.9).

Três Privilégios:

1- Não somos deste mundo. (Jo 17.16).

2- Somos a luz deste mundo. (Mt 5.14).

3- Maior é o que está em nós do que o que está no mundo. (1Jo 4.4b).

Três Requisitos:

1- Não sejais amigo do mundo. (Tg 4.4). “Amizade”

2- Não ameis o mundo. (1Jo 2.15). “Amor”

3- Não conformeis com o mundo. (Rm 12.2). “Conformidade”

E a Vitória sobre o mundo. (1Jo 5.4,5).

A nossa fé:

1- Na Palavra de Deus. (Sl 119.9,105; Pv 30.5; Ef 6.17).

2- Em Jesus. (Jo 10.10; Pv 21.31; 1Co15.57; 2Co 2.14; 1Jo 4.4; Ap 5.5; 19.16).

3- No Poder do Espírito Santo. (Lc 24.49; At 1.8; 2.1-4).

Resumo: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1Jo 2.15-17).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Samuel 24.24

Introdução: Davi edifica um altar ao Senhor – Por orientação do profeta, Davi edificou um altar ao Senhor. (2Sm 24.18,19). Para isto ele comprou de Araúna Davi nos ensina neste altar é que não se deve oferecer a Deus “holocaustos que não custem nada.”Ele pagou o devido preço para que a praga cessasse sobre Israel.   (2Sm 24.25).

Da mesma maneira, Cristo pagou o preço de nossa redenção, para que fossemos livres da praga do pecado. (1Pe 1.18,19).

Exemplos de Sacrifícios de Valor:

1- Abel – “Ofereceu sacrifício dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura.” (Gn 4.4).

2- Abraão – “Ofereceu seu único filho Isaque em holocausto.” (Gn 22.1-14).

3- Davi – “Ofereceu sacrifício de valor.” (2Sm 24.24).

4- A Mulher Pecadora – “Levou um vaso de alabastro com ungüento.” (Lc 7.37,38).

5- A Viúva Pobre – “ofertou tudo o tinha.” (Lc 21.1-4).

6- Paulo – “Sacrifício de sua vida.” (Gl 2.20).

Exemplos de Sacrifícios sem Valor:

1- Caim – “Ofereceu do fruto da terra.” (Gn 4.5).

2- Nadabe e Abiú – “Ofereceram fogo estranho.” (Nm 10.1).

3- Sacrifícios de ímpios. (Pv 15.8).

4- Sacrifício de tolo. (Ec 5.1).

A Sagrada Escritura diz: “Portanto os que estão na carne não podem agradar a Deus.” (Rm 8.8).

O Verdadeiro Sacrifício de Valor é Feito:

1- Com alegria. (Sl 27.6).

2- Com humildade. (Lc 18.10-14).

3- Com coração quebrantado. (Sl 51.17).

4- Em espírito e em verdade. (Jo 4.23,24).

5- Com atitude de adoração. (Rm 12.1; Jo 4.23,24).

Resumo: Ofereça a Deus o que você tem de melhor – então espere o melhor da parte de Deus. “Portanto, oferecemos sempre, por ele, a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome… porque, com tais sacrifícios Deus se agrada.” (Hb 13.15,16).

Read Full Post »

Textos Bíblicos: Gênesis 1.26,27; 2.7; Isaías 43.1

Introdução: A palavra “façamos” indica a participação da trindade também na criação do homem. (Jo 1.1-3). Ela foi planejada por Deus (Gn 1.26). Que maravilha! Deus primeiro preparou tudo, “viu que era bom,” e depois fez o homem. “… conforme à  sua imagem e semelhança…” (Gn 1.26ª).

Os Três Elementos da Criação do Homem:

1- O Pó da Terra.

O corpo foi formado do pó da terra; na sua produção Deus fez uso de material preexistente: Barro. O barro é o material de uso mais comum. O homem foi feito do pó da terra. Isto implica que não há nada fantasioso em relação aos elementos químicos que compõem o nosso corpo. “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra.” (Gn 2.7ª). Paulo vê Adão como homem terreno. (1Co 15.47). A Palavra diz: “… portanto és pó em pó te tornarás.” (Gn 3.19b).

O barro não tem valor. (2Co 4.7). Barro. Isto é! O nada de Deus. Hei eu e você, somos o nada de Deus. Mas, têm um porém: “Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar (confundir) as que são.” (1Co 1.28).

2- O Sopro de Deus.

Fôlego de vida – Um momento de grande aproximação ocorreu quando o Criador soprou em seus narizes o fôlego de vida – “Nele estava à vida.” (Jo 1.4), e Ele concedeu à humanidade a preciosa vida que apenas Deus tem para dar. Deus é a fonte suprema da vida humana.

Na verdade, nosso valor não provém de nossas realizações, mas do Deus que criou o universo e escolheu presentear-nos com o misterioso e miraculoso dom da vida. Faça como Ele, valorize a vida. Sua existência é eterna. (Cl 1.17; Jo 1.1,14). A sua alma é imortal. O fôlego de vida soprado por Deus fez o homem um indivíduo único, predestinado para a eternidade.

3- A Imagem e Semelhança de Deus.

A Bíblia ensina claramente que Deus, mediante decisão especial criou a raça humana, à sua imagem e semelhança (Gn 1.26,27). Portanto, nem Adão nem Eva são produtos de evolução (Gn 1.27; Mt 19.4; Mc 10.6). Por terem sido criados à semelhança de Deus. Adão e Eva podiam comunicar-se com Deus, ter comunhão com Ele e espelhar o seu amor, glória e santidade.

O Que Significa ser Criado á Imagem e Semelhança? Mas o que entendemos por Imagem e Semelhança? Por estes dois termos queremos dizer que o homem foi criado para refletir, espelhar e representar Deus.

Cinco Diferentes Aspectos da Imagem e Semelhança de Deus no Homem:

  • Uma Representação de Deus. (vv.26,27). “Você é um Representante de Deus.”
  • Refletir a Glória de Deus. (2Co 3.18). “Você é um Espelho de Deus.”
  • Criação Especial de Deus. (v.27; Sl 8.5). “Você é Especial Para Deus.”
  • Criado Segundo um tipo Divino. (v.26ª). “Você Parece com Deus.”
  • Criado a Imagem e Semelhança de Deus. (v.27). “Você é o Melhor de Deus.”

Resumo: Somos a Imagem e a Semelhança de Deus. Acredite! Você é Especial!“… assim diz o SENHOR, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.” (Is 43.1). Você é o Melhor de Deus!

Read Full Post »

Texto Bíblico: Atos 3.6

Introdução: Meu amigo, para o reino de Deus o mais importante é SER e não apenas TER. Deus não está preocupado com aquilo que você tem. Deus está preocupado com aquilo que você é. E isto era uma verdade na vida de Pedro e João.

Três exemplos bíblicos em relação: SER ou TER; Eis a Questão!:

1- Sansão – Ele não tinha e pensava que tinha. (Jz 16.20).

A história de Sansão encontra-se em Juízes13 a16. Seu nascimento foi anunciado por anjos. Seus pais foram informados que seria um nazireu desde o ventre materno, que não deveria beber vinho forte, nem comer qualquer coisa imunda e que não passaria navalha na sua cabeça.

Lemos de ocasiões quando o Espírito de Deus vinha sobre ele, porém a parte da sua história que mais lembramos foi quando começou a brincar com Dalila. Dalila o fez dormir sobre seus joelhos. Chamou um homem para raspar as sete tranças do seu cabelo e, então, anunciou-lhe: “Os filisteus vêm sobre ti, Sansão!” (Jz 16.20a).

Despertando do sono, levantou-se, achando que poderia se sacudir e sair como das outras vezes. “Ele não sabia que já o Senhor se tinha retirado dele” (Jz 16.20). Sansão perdera o senso da presença de Deus.

  • Sansão caiu em presunção espiritual. (Jz 16.20b). “… Sairei ainda esta vez como dantes e me livrarei…”
  • A sua força o abandonou, e, assim, Sansão foi derrotado. “… o Senhor se tinha retirado dele.”
  • O fracasso do nazireu de Deus começou quando ele. “… não sabia que já o Senhor se tinha retirado dele” (Jz 16.20).

Sansão é um tipo de crente que tinha, mas perdeu, e quis demonstrar ter alguma coisa, quando já havia perdido.

Receio-me de que muitos pastores, obreiros e irmãos estejam exatamente nestas circunstâncias, sem saber que o Espírito do Senhor já os deixou.

2- A viúva de um profeta – Ela tinha e pensava que não tinha. (2Rs 4.1,2).

E uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo:“Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao Senhor; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos.”

E Eliseu lhe disse: “Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa.” E ela disse: “Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.” Então disse ele: “Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia.” Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia.

E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: ‘Traze-me ainda uma vasilha’. Porém ele lhe disse: “Não há mais vasilha alguma.” Então o azeite parou. Então veio ela, e o fez saber ao homem de Deus; e disse ele: “Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto.” (2Rs 4.1-7).

  •  Ela tinha e pensava que não tinha. “… Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.” (v. 2).
  • Ela tinha tudo e não sabia. “… azeite na botija…” (v. 2).

Nós podemos nem ter tudo, e, contudo, podemos ter conosco alguma coisa que Deus é capaz de abençoar abundantemente. (Ef 3.20).

“O pouco pode ser transformado em muito se for colocado nas mãos do Senhor e por Ele abençoado.” (Mc 6.30-44). 

3- Apóstolo Pedro – Ele tinha e sabia que tinha e usou o que tinha. (At 3.6).

Em At. 3. 1-10, quando Pedro e João subiam para o templo para o segundo período de oração do dia e se depararam com um coxo de nascença, que era posto ali diariamente à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.

Ele, vendo a Pedro e a João, que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E olhou para eles, esperando receber alguma coisa. E disse Pedro: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.”

E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e tornozelos se firmaram. E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus.

Mas o que foi que Pedro deu àquele coxo?

Antes de lhe responder esta pergunta, eu lhe faço outra: O que você tem para dar?

Pedro disse: “Olha para nós.” O coxo olhou esperando receber algum dinheiro. Pedro e João tinham, porém, algo mais importante para lhe dar. Você sabe o que Pedro e João deram para ele?:

  • Jesus Cristo. (v.6). “E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!”
  • Saúde Física. (v.7).“… e logo os seus pés e tornozelos se firmaram.”
  • Independência. (v.8).E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus.” Ele Jogou fora a muleta.

Resumo: Pedro disse: “O que tenho te dou.” Deus espera de nós isto: o que temos, devemos dar. Lembre-se, porém, de que não podemos dar o que não temos. Recebendo o Espírito de Deus podemos fazer muitas coisas em prol de Sua Causa. E só assim seremos semelhantes a Pedro e João.

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 12.25,26

Introdução: Muitas pessoas afirmam que estão servindo a Deus, aparentemente até parece que falam a verdade, mas a sua maneira de viver e o que realmente são no íntimo não confirmam o que dizem. O Senhor Jesus, que vê a diferença, exata: “Se alguém me serve, siga-me”.

1- Quem Serve a Jesus, Vence o Ego:

  • Renuncia a sua vida. (v.25).
  • Deixando-se crucificar com Cristo. (Gl 2.19,20).

2- Quem Serve a Jesus, Segue-O:

  • Seguir é estar onde Jesus está. (v.26).
  • Seguir é atender seu chamado. (Mt 9.9).
  • Seguir é servir de todo o coração. (Ef 6.6).
  • Seguir é servir no Espírito. (Gl 6.8).

Resumo: Seguir a Jesus é mais do que apenas servir-lhe na aparência. Quando seguimos ao Senhor Jesus, somos honrados pelo Pai. Seguir a Jesus implica completa mudança de vida. Somente seguimos a Jesus quando renunciamos à nossa própria vida para deixar que a vida de Cristo apareça em nós.

Read Full Post »

Older Posts »