Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Fidelidade Divina’ Category

Texto Bíblico: Gênesis 3.1-15

1- Primeiro passo errado: Desobediência. (v.6).

A desobediência é a conseqüência de todo mal. (vv.14-19; Rm 5.12).

2- Segundo passo errado: Auto-suficiência. (v.7). – falha, temporária.

Fizeram para si aventais (folha de figueira).

  • Para cobrir a nudez,
  • Para cobrir a vergonha,
  • Para cobrir o pecado.

As questões espirituais jamais podem ser resolvidas por processos ou intentos matérias! O quererem cobrir a nudez é prova real de que foram despidos da glória de Deus. (Rm 3.23; 5.1). 

3- Terceiro passo errado: Esconderam-se da presença de Deus. (vv.8-10).

“… Onde estás? Adão!”

Nada pode ser escondido da presença de Deus:

  • Ele é Onipotente (“tem todo poder”).
  • Ele é Onisciente (“conhece todas as coisas”).
  • Ele é Onipresente (“está presente em todo lugar”). 

“… Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu ai estas; se fizer no Seool a minha cama, eis que tu ali estás também…” (Sl 139.1-10).

“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” (Hb 4.13).

4- Quarto passo errado: Justificaram o seu pecado. (vv.12,13). – Desculpa.

O que as Escrituras Sagradas dizem sobre o pecado:

  • O pecado é a transgressão da Lei divina,
  • O pecado é a desobediência as Leis de Deus,
  • O pecado é errar o alvo de Deus,
  • O pecado é a separação de Deus. (Is 59.2),
  • O pecado gera o abandono a Deus. Exemplos:

               – Adão e Eva. (vv.23,24),

               – Sansão. (Jz 16.20),

               – Saul. (1Sm 16.1ª, 14; 28.6).

  • O salário do pecado é a morte. (Rm 6.23),
  • Todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. (Jo 8.34).

“O que encobre as tuas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.” (Pv 28.13).

“Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.” (Sl 32.1).

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1Jo 1.9).

Promessa Anunciada. (v.15).

“E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” 

Vestes Providenciadas.

As Vestimentas da Redenção. A vestimenta o ato da misericórdia de Deus ao homem em desobediência e pecado.

“Adão e Eva estavam nus.” (Gn 3.9).

“E fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu.” (Gn 3.21).

A Crucificação de Jesus.

“Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram quatro partes…” (Jo 19.23).

As vestes de Jesus foram tiradas e rasgadas para nos vestir:

  • A Veste da Salvação. (Is 61.10).
  • A Veste de Poder. (Lc 24.49; At 1.8; 2.1-4).
  • A Veste da Proteção. (Ef 6.11-13).
Anúncios

Read Full Post »

Texto Bíblico: Gênesis 18.9-14 

Introdução: Nesta ocasião Abraão tinha 99 anos e Sara 89. Abraão sabia que o seu corpo envelhecido não poderia mais gerar filhos, como também isso já era impossível para Sara.

Foi indagado: “Acaso para Deus há cousa demasiadamente difícil?” E a fé de Abraão replicou com um sincero “NÃO.”

Essa pergunta muito revela sobre Deus. As Escrituras Sagradas  dizem:

“Ah! Senhor Deus! Tu fizeste os céus e a terra com teu grande poder, e com o teu braço estendido. Nada há que te seja demasiado difícil.” (Jr 32.17).

“Bem sei que tudo podes e nenhum dos teus pensamentos podem ser impedidos.” (Jó 42.2).

1- Abraão e Sara foi prometido um filho. (vv.9,10).                                         2- Mesmo na incredulidade de Sara o Senhor promete voltar. (vv.13-15).                                                                                                                                 3- O Senhor volta e Sara engravida conforme a promessa que foi feita. (Gn 21.1,2).

“Pela fé, também a mesma Sara recebeu a virtude de conceder e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido.” (Hb 11.11).

E, como sempre, Deus cumpriu o que prometeu. Nasceu Isaque e Abrão e Sara ficaram muito gratos a Deus pelo herdeiro. 

Deus quer que compreendemos que Ele tem poder para cumprir aquilo que Ele prometeu. As Escrituras Sagradas  dizem:

“Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e não o faria? Ou falaria e não o confirmaria?” (Nm 23.19).

“para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança, proposta.” (Hb 6.18).

Jesus realçou também essa verdade quando disse:

“… a Deus tudo é possível.” (Mt 19.26).

“… porque para Deus todas as coisas são possíveis.” (Mc 10.27).

“Porque para Deus nada é impossível.” (Lc 1.37). 

Resumo: Deus nunca falha; nunca hesita; nunca muda. Por sua própria natureza, Ele é fiel e leal às suas promessas. – “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco…” (2Pe 3.9).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Êxodo 3.13-15

“O Deus dos Patriarcas”

I- Qual é o Seu Nome.

De acordo com a Bíblia, o nome de uma pessoa indica o seu caráter. Isso pode ser comparado com a história do novo nome de Jacó, “Israel” (Gn 32.27vv).

“Cria-se nos dias antigos que a essência de uma pessoa se concentrava em seu nome.” (Gn 32.27vv).

“… Eu Sou o Que Sou…” Esta expressão é a repetição do verbo Ser na primeira pessoa do singular, modo indicativo.

Assim o nome Jeová, ou conforme outra soletração YEHYEH ou JAVÉH, vem do mesmo verbo ser na língua hebraica, denotando o que é, o que existe, o que é por si mesmo. (A. N. Mesquita).

Diversas interpretações no que se refere esse nome. Eu Sou o Que Sou.

  • “Eu Sou Aquele que é e que será.”
  • “Eu Sou porque Sou, dando a entender a vida independente ou necessária de Deus, em contraste com a vida de todos os seres criados, que é derivada e dependente.” Ou então Deus é exatamente o que Ele é, o Poder Supremo, Imutável.
  • Esse nome indicaria o Ser eterno e pessoal de Deus, além da sua atuação e presença no mundo. (Ap 1.4,8; 4.8; 11.17).

II- Atributos ou Condições de Deus, Implícitos Nesse Nome:

1- A Sua Fidelidade.

Deus é fiel. Ele é absolutamente digno de confiança; as suas palavras não falharão. Ele é fiel na sua natureza e nas suas ações. O Senhor comprova a sua fidelidade ao cumprir as suas promessas.

A fidelidade é uma perfeição em Deus pela qual Ele é fiel à sua Palavra e a todos os Seus concertos. Ele nunca quebra um contrato consigo mesmo nem com Suas criaturas. O que Ele propôs, isto fará, e o que prometeu, isto executará.

As Escrituras Sagradas dizem:

“Saberás, pois, que o Senhor, teu Deus é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos.” (Dt 7.9).

“… Deus é fiel, e não há nele injustiça.” (Dt 32.4).

“… a fidelidade do Senhor subsiste para sempre…” (Sl 117.2).

“Disse o Senhor a Jeremias: … eu velo sobre a minha palavra para a     cumprir.” (Jr 1.12).

“Fiel é o Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus         Cristo, nosso Senhor.” (1Co 1.9).

“Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.” (1Ts 5.24).

“Retenhamos firmes a confissão da nossa fé, porque fiel é o fez a promessa.” (Hb 10.23).

2- A Sua Imutabilidade.

Deus é imutável, isto é, Ele é inalterável nos seus atributos, nas suas perfeições e nos seus propósitos para a raça humana.

Deus é imutável. Isso significa que ele não muda, não é instável, não é incerto, não é inconstante Ele é imutávelem Seu Sere Caráter.

Deus é imutável em suas promessas. “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa…” (Nm 23.19). Uma vez tendo prometido algo, Deus não será infiel a essa promessa. Deus nunca muda de idéia nem se arrepende do que faz.

A Sua imutabilidade, faz com que as suas promessas permaneçam firmes, trazendo assim a nós segurança e esperança.

As Escrituras Sagradas dizem:

“E disse Deus a Moisés: Eu Sou o Que Sou…” (Êx 13.14).

“Eles perecerão, mas tu permaneces; todos eles envelhecerão como uma veste, como roupa os mudarás, e serão mudados. Tu porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim.” (Sl 102.26,27).

“Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” (Ml 3.6).

“Toda a boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tg 1.17).

3- A Sua Infalibilidade.

Deus é infinitamente onipotente, não tendo o mínimo de possibilidade de que Ele possa falhar, pois se tratando de Jeová sempre haverá a perfeição, além do que a carta do Apóstolo Paulo aos Romanos 9.6, diz que a Palavra de Deus não falha.

Infalibilidade é a característica de quem ou do que, nunca falha, nunca erra, de quem é perfeito, quem é auto-suficiente, enfim de quem é infalível.

Ele é infalível! Deus nunca falhou, não falha e jamais falhará! As promessas de Deus nunca falham. As promessas do Senhor são infalíveis.

As Escrituras Sagradas dizem:

“Haveria alguma coisa difícil ao Senhor?…” (Gn 18.14).

“Ah! Senhor Deus, eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente maravilhosa.” (Jr 32.17).

“Bem sei que tudo podes, e nenhum dos seus pensamentos pode ser impedidos.” (Jó 42.2).

“O Senhor nas é mais poderoso do que o bramido das grandes águas, do que as poderosas ondas do mar.” (Sl 93.4).

“No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada.” (Sl 115.3).

“Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa escapar das mãos; operando eu, quem impedirá?” (Is 43.13).

“… mas a Deus todo é possível.” (Mt 19.26).

“… porque para Deus todas as coisas são possíveis.” (Mc 10.27).

“Porque para Deus nada é impossível.” (Lc 1.37).

“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.” (Ef 3.20).

“Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória.” (Jd 24).

 

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Samuel 7.12

Introdução: Ebenézer foi o nome que o profeta Samuel deu ao monumento que eregiu como marco da vitória concedida por Deus aos israelitas frente aos filisteus. O lugar ficava entre Mispa e Sem, de localização desconhecida.

Ebenézer significa “pedra de ajuda”, dando a entender ajuda divina. Este é um testemunho de que o Senhor nos tem ajudado. O sobrenatural tinha intervido. O caso de Israel era desesperador, mas houve uma intervenção divina, da qual todos nós, de vez em quando, precisamos em nossa vida. Algumas vezes enfrentamos situações que estão além de nossas forças e nossos recursos. É então que o poder de Deus vem para intervir em nosso favor.

Ebenézer Testifica:

1- Que o Senhor Ouve e Responde as Orações dos Fiéis. (vv.5,8,9).

Os filiteus vinham dominando Israel desde a época de Sansão. Os israelitas tentaram se libertar, mas foram derrotados num lugar posteriormente dominado “Ebenézer” (4.1). Israel estava com medo e aterrorizado diante dos filisteus. Só que eles pediram ao profeta Samuel para clamar a Deus por ajuda e livramento. O profeta atendeu ao pedido do povo e clamou a Deus e a resposta foi imediata: “… e trovejou o Senhor aquele dia com grande trovoada sobre os filisteus e os aterrou…” (v.10).

Para nós que servimos a Deus não é diferente. Se clamarmos a Ele, Ele nos responderá de tal maneira que ficaremos impressionados. (Êx 2.23; Sl 4.3; 18.6; 22.5; 120.1; Is 59.1; Jr 33.3; Mt 7.7). Podemos ter a confiança de que Deus ouve as nossas orações e responde.

2- Que o Socorro do Senhor é Suficiente. (v.12).

Os israelitas tiveram grandes dificuldades com os filisteus desde a época de Sansão, mas Deus socorreu seu povo. Os arrogantes filisteus fugiram, e a derrota foi completa.

Ele está ao nosso alcance do seu povo e quer que busquemos seu socorro em qualquer momento de necessidade. (Hb 4.16). Ele é suficiente em qualquer situação e nunca nos deixará só. Por isso, não precisamos temer. (Sl 46.1).

3- Da Vitória Sobre o Inimigo Poderoso. (v.10,12; Ap 12.11).

Israel conseguiu ganhar uma grande vitória, conforme as instruções de Samuel, no lugar em que já sofrera duas derrotas: Ebenézer (4.1-5). 1 Samuel 7.12 explica que o local de derrota se converteu em lugar de vitória por receber Israel ajuda da mão do Senhor.

Read Full Post »

Textos Bíblicos: Números 23.19; Hebreus 10.23

Introdução: A palavra “promessa” no dicionário Aurélio significa: Ato ou efeito de prometer, oferta, dádiva, compromisso, voto ou juramento.

A Bíblia está cheia de preciosas promessas feitas aos seus filhos. São mais de 30 mil registros.

Deus sempre cumpre a suas promessas. Deus nunca se retrata ou altera a suas promessas. A Bíblia diz em Salmos 89.34 “Não violarei o meu pacto, nem alterarei o que saiu dos meus lábios.”

Ele cumprirá cada promessa que fez. Isto significa que Ele efetuará tudo o que propôs.

Quatro Razões Porque Deus Cumpre as Suas Promessas:

1- A Veracidade de Deus.

“Deus não é homem para que minta…” (Nm 23.19a). Deus é perfeitamente fiel as suas promessas e aos seus mandamentos. (Sl 33.4). Sua integridade moral é sua característica pessoal permanente. (Sl 119.160). Tudo quanto Deus nos revelou é a mais absoluta verdade. Ele é absolutamente fidedigno e verdadeiro em tudo quanto diz e faz. Tudo quanto ele fez até agora, no que se refere ao cumprimento de suas promessas, é a garantia definitiva de que ele cumprirá tudo o que prometeu. As escrituras Sagradas dizem:

“… Deus não é homem para que minta…” (Nm 23.19).

“… Seja Deus verdadeiro, e mentiroso, todo homem…” (Rm 3.5).

“… e estamos no verdadeiro em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” (1Jo 5.20).

2- A Fidelidade de Deus.

Deus é fiel. Ele é absolutamente digno de confiança; as suas palavras não falharão. Ele é fiel na sua natureza e nas suas ações. O Senhor comprova a sua fidelidade ao cumprir as suas promessas.

A fidelidade é uma perfeição em Deus pela qual Ele é fiel à sua Palavra e a todos os Seus concertos. Ele nunca quebra um contrato consigo mesmo nem com Suas criaturas. O que Ele propôs, isto fará, e o que prometeu, isto executará. As Escrituras Sagradas dizem:

“Saberás, pois, que o Senhor, teu Deus é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos.” (Dt 7.9).

“… Deus é fiel, e não há nele injustiça.” (Dt 32.4).

“Eis que vou, hoje, pelo caminho de toda a terra; e vós bem sabeis, com todos os vossos corações e em vossas almas que nem uma só palavra de todas as boas coisas que falou de vós o Senhor, vosso Deus; nenhuma delas falhou, mas todas se cumpriram.” (Js 23.14).

“… nem uma só palavra caiu de todas as suas boas palavras que falou pelo ministério de Moisés, seu servo.” (1Rs 8.56).

“… a fidelidade do Senhor subsiste para sempre…” (Sl 117.2).

“Disse o Senhor a Jeremias: … eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” (Jr 1.12).

“Fiel é o Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor.” (1Co 1.9).

“Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.” (1Ts 5.24).

“Retenhamos firmes a confissão da nossa fé, porque fiel é o fez a promessa.” (Hb 10.23).

3- A Imutabilidade de Deus.

Deus é imutável, isto é, Ele é inalterável nos seus atributos, nas suas perfeições e nos seus propósitos para a raça humana.

Deus é imutável. Isso significa que ele não muda, não é instável, não é incerto, não é inconstante Ele é imutável em Seu Ser e Caráter.

Deus é imutável em suas promessas. “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa…” (Nm 23.19). Uma vez tendo prometido algo, Deus não será infiel a essa promessa. Deus nunca muda de idéia nem se arrepende do que faz.

A Sua imutabilidade, faz com que as suas promessas permaneçam firmes, trazendo assim a nós segurança e esperança. As Escrituras Sagradas dizem:

“E disse Deus a Moisés: Eu Sou o Que Sou…” (Êx 13.14).

“Eles perecerão, mas tu permaneces; todos eles envelhecerão como uma veste, como roupa os mudarás, e serão mudados. Tu porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim.” (Sl 102.26,27).

“Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” (Ml 3.6).

“… é o mesmo ontem, hoje, e eternamente.” (Hb 13.8).

“Toda a boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tg 1.17).

4- A Infalibilidade de Deus.

Deus é infinitamente onipotente, não tendo o mínimo de possibilidade de que Ele possa falhar, pois se tratando de Jeová sempre haverá a perfeição, além do que a carta do Apóstolo Paulo aos Romanos 9.6, diz que a Palavra de Deus não falha.

Infalibilidade é a característica de quem ou do que, nunca falha, nunca erra, de quem é perfeito, quem é auto-suficiente, enfim de quem é infalível.

Ele é infalível! Deus nunca falhou, não falha e jamais falhará! As promessas de Deus nunca falham. As promessas do Senhor são infalíveis. As Escrituras Sagradas dizem:

“Haveria alguma coisa difícil ao Senhor?…” (Gn 18.14).

“Ah! Senhor Deus, eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente maravilhosa.” (Jr 32.17).

“Bem sei que tudo podes, e nenhum dos seus pensamentos pode ser impedidos.” (Jó 42.2).

“O Senhor nas é mais poderoso do que o bramido das grandes águas, do que as poderosas ondas do mar.” (Sl 93.4).

“No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada.” (Sl 115.3).

“Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa escapar das mãos; operando eu, quem impedirá?” (Is 43.13).

“… mas a Deus todo é possível.” (Mt 19.26).

“… porque para Deus todas as coisas são possíveis.” (Mc 19.27).

“Porque para Deus nada é impossível.” (Lc 1.37).

“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.” (Ef 3.20).

Resumo: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, diria ele e não o faria? Ou, tendo falaria e não o confirmaria?”

Read Full Post »