Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Santificação’ Category

Texto Bíblico: Isaías 6.1-3

Introdução: A visão que teve Isaías ocorreu no ano em que morreu o Rei Uzias, (742 a.C.) – talvez a experiência da morte do Rei produziu um senso de vazio, que o levou ao Templo em busca de consolo. No Templo, Isaías teve uma grande visão de Deus, que culminou com sua chamada profética. Isaías teve uma visão tríplice de Deus. Vamos percorrer as fases desta visão e aplicá-la aos nossos dias. Vejamos:

1- Isaías Viu a Majestade de Deus. (v.1).

A primeira característica que ganha destaque do profeta é o fato de que Deus é cheio de Majestade. Ele é descrito como sentado em um trono muito alto e elevado, acima da terra. Apenas a barra de seu manto enche todo o Templo, que era enorme. Percebe-se, desta forma, que Deus é o rei soberano de toda a terra, nada se compara à sua grandiosidade e poder.

Ele está acima de qualquer autoridade e poder humano, é maior que reinos e reis. Seu trono é fixo e ele reinará para sempre, ninguém pode tirar seu reinado, ao contrário dos reis da terra.

Isaías teve esta visão justamente no ano da morte do rei Uzias. A morte de um rei sempre causava desespero e instabilidade entre o povo, pois não havia garantia de que o herdeiro ao trono iria conduzir o reino da mesma forma que o pai.

A visão mostra que, independente da circunstância, Deus sempre será rei. Homens morrem, reis deixam o reinado, situações financeiras mudam, pais se separam, tragédias acontecem, mas não devemos perder a esperança, porque o Deus Todo poderoso nunca deixará de governar e de ter o controle sobre tudo o que acontece. (Sl 145.13).

Precisamos de uma visão de um Deus que esteja além de nós (num trono alto, sublime e exaltado) e não seja apenas um produto de nossa imaginação.

2- Isaías Viu a Santidade de Deus. (vv.2,3).

A segunda característica destacada por Isaías é a santidade de Deus. Os Serafins dão grande ênfase a isto ao afirmar por três vezes que Deus é santo. “… Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos…” Dizer que Deus é santo é afirmar que ele é diferente de todas as suas criaturas. Os serafins sabiam isto e cobriam o rosto e o corpo, pois eram tão diferentes de Deus que não se viam como dignos de olhar para sua face e aparecer diante dele com seus corpos tão diferentes e inferiores. Esta é uma grande revelação do caráter de Deus: a sua santidade.  A idéia básica de Santidade é “separação”, ou seja, Deus está separado e acima de sua criação. Significa também que Deus está além do Universo, acima dele, separado; e que não há nele qualquer erro, falha ou imperfeição. Esse é o Deus a quem servimos; um Deus perfeito.

  • A santidade divina significa que Deus é separado do pecado. (6.3).
  • A santidade de Deus proporciona o padrão a ser imitado. (Lv 19.2b).“… Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo.”
  • Tal santidade é condição para que O vejamos. (Hb 12.14).  “… sem a santificação, ninguém verá o Senhor.”

Deus deseja ser conhecido essencialmente por Sua santidade, pois esse é o atributo pelo qual Ele é glorificado por excelência.

3- Isaías Viu a Glória de Deus. (v. 3b).

Em terceiro lugar, chamou a atenção o que os anjos afirmam que “… toda a terra está cheia da sua glória.” No texto são os Serafins que estão proclamando a “Glória de Deus”. Veja a expressão: “Toda a terra está cheia de sua glória”. Isaías podia perceber uma pequena demonstração desta glória ali dentro do Templo.

A “glória do Senhor” refere-se a uma manifestação visível da presença e do esplendor de Deus. A glória de Deus também se refere á presença visível de Deus entre o seu povo. A glória de Deus é também chamada a Shekinah de Deus. A palavra Shekinah vem do verbo hebraico que significa “habitação (de Deus)”, empregada para descrever a manifestação visível da presença e a glória de Deus.

A Glória de Deus é Manifestada:

  • Na criação. (Sl 19.1). “Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.”
  • No seu julgamento. (Ez 39.21). “E eu porei a minha glória entre os gentios e todos os gentios verão o meu juízo, que eu tiver executado, e a minha mão, que sobre elas tiver descarregado.”
  • Na redenção. (Lc 2.13-14). “E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.”
  • Quando construímos uma casa para Ele. (2Cr 7.1-3). Após o rei Salomão haver construído uma das sete maravilhas do mundo antigo: O grande Santuário. A Bíblia diz que, Deus encheu aquele Santuário de uma forma tão tremenda que os sacerdotes ficaram embriagados com a glória de Deus.
  • Através da fé. (Jo 11.40). “Disse-lhe Jesus: Não te disse, se creres, verás a glória de Deus?”

Resumo: Assim como o profeta Isaías, Todo aquele que verdadeiramente conhece, compreende, crê e assim vive segundo a visão de Deus, revelada em Cristo Jesus e na Sua palavra, tem um estilo de vida impactado por esta mesma visão.

Precisamos conhecer compreender e viver segundo a visão, a revelação divina de que o caminho para o bom êxito é o caminho da vida em comunhão e obediência a Deus Pai, por meio de Jesus Cristo, sob a capacitação do Espírito Santo.

Read Full Post »

Texto Bíblico: Filipenses 4.13

Introdução: No mundo hodierno, todos procuram com avidez obter vitória sobre os problemas de ordem física, esportiva, moral, social e religiosa. Todos andam a procura de sucesso e ninguém quer experimentar o sabor da derrota.

1- Posso Vencer a Carne.

A carne está ligada a nossa própria natureza, que quando não é vencida se torna um poderoso gigante contra o Espírito. “Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis.” (Gl 5.17). Como?:

  • Revestindo o Senhor Jesus Cristo. (Rm13. 14).

“Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.”

  • Revestindo do Poder de Deus. (Lc 24.49).

“E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.”

  • Andando segundo o Espírito. (Rm 8. 4,14).

“… que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (v.4).

“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, estes são filhos de Deus.” (v.14).

2- Posso Vencer o Mundo.

O mundo se apresenta como um gigante diante de nós. “Não ameis o mundo, nem o que há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele.” (1Jo 2.15). Como?:

  • Pela fé. (1Jo 5. 4).

“Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.”

  • Com bom ânimo, como Jesus. (Jo16. 33).

“… no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.”

  • Não se conformando com o mundo. Conselho de Paulo. (Rm 12.2).

“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

  • Não o amando. Exortação de João. (1Jo 2.15-17).

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele.”

“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne. A concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”

“E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.”

3- Posso Vencer Satanás.

Após sua queda (Is 14.12), Satanás tem se apresentado como um gigante para as pessoas, rugindo como leão. (1Pe 5.8). Como?:

  • Revestindo. (Ef 6.11).

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.”

  • Resistindo. (Tg 4.7).

“… resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

  • Com armas espirituais: Fé, Palavra e Oração. (Ef 6.11-18; 2Co10. 4).

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo;”

“porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nas regiões celestiais.”

“Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.”

“Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça,”

“e calçados os pés na preparação do evangelho da paz;”

“tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.”

Resumo: Posso Todas as coisas naquele que me fortalece”. (Fl 4.13).  Posso vencer a Carne o Mundo e Satanás. Glorificado seja Deus por essa grande vitória!!!

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 19.5

1- O Homem sem Pecado. (vv.4,6b; Lc 23.14; 1Pe 2.22).

2- O Homem Crucificado. (vv. 14-16,23; 1Co 2.2).

3- O Homem Ressuscitado. (Mt 28.6; Jo 20.1-9; At 2.32; 1Co 15.21).

4- O Homem Mediador. (1Tm 2.5; At 4.12).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Timóteo 2.22

Introdução: “A juventude é algo terrível. Pode ser usada para edificar o céu ou o inferno”. (Ramsay MacDonald, em um discurso dirigido a rapazes e moças).

A palavra “… Foge…” é tradução do termo grego “pheugo”, que significa “fugir”, “escapar”, “buscar a segurança”, e em sentido moral, “evitar”, “esquivar-se”.

Existem tentações que podem ser melhor evitadas se fugirmos delas, ao invés de enfrentarmos, como é o caso das tentações de ordem sexual, que estão particularmente em vista dentro da expressão “paixões da mocidade”.

Sua maneira de vida, sua conduta em geral servirá de agente, por si mesma, para livrá-lo de tentações desnecessárias.

“… paixões da mocidade…” O termo grego aqui traduzido como “… paixões…”, isto é, “epthumia” que com freqüência significa qualquer tipo de “desejo” ou “anelo”, é com freqüentemente usado para “desejos desordenados”, ilegítimos, geralmente de natureza sexual.  A Sagrada Escritura diz:

“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1Jo 2.16,17).

“Todo o desejo desordenado é uma paixão da mocidade. Que os mais idosos aprendam que não devem praticar os feitos da juventude”. (Crisóstomo, in loc).

“Os prazeres carnais são os pecados da juventude; a ambição e o amor ao poder são os pecados da idade madura; a cobiça e a mesquinhez são os crimes da idade avançada”. (Adam Clarke, in loc).

A carne está ligada a nossa própria natureza, que quando não é vencida se torna um poderoso gigante contra o Espírito: “Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes se opõem um ao outro; para que não façais o que quereis.” (Gl 5.17).

Jovem Você Pode Vencer a Carne:

1- Revestindo do Senhor Jesus Cristo – “Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.” (Rm 13.14). Somente revestidos de poder conseguiremos vencer este terrível gigante. (Lc 24.49).

2- Andando Segundo o Espírito “… Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.” (Gl 5.16). Andar segundo o Espírito é buscar a orientação e a capacitação do Espírito Santo e submeter-nos a elas e concentrar nossa atenção nas coisas de Deus: A Sagrada Escritura diz: “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam.” (Jo 5.39).

3- Fugindo das Paixões da Carne – Foge, também, dos desejos da mocidade…” (v. 22a). Timóteo, um homem jovem, foi advertido e ordenado a fugir de qualquer coisa que pudesse produzir maus pensamentos.

Este versículo também nos ensina e nos instrui a fugir das paixões da mocidade. Certas situações podem ser mais bem solucionadas quando “fugimos” do mal, e não quando o “combatemos” frontalmente.

Na batalha espiritual, saber quando fugir é tão importante quanto saber quando e como lutar. (1Tm 6.11,12).

4- Prosseguindo Para o Alvo – “Foge, também, dos desejos da mocidade, e segue a justiça, a fé, a caridade e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.” (v. 22). O jovem deve saber tanto como “fugir”, quanto como “perseguir” um alvo. O alvo é o tipo de vida que envolve a alma na busca e conquista da “perfeição”. O alvo a obter é o exemplo perfeito de Cristo. Ele é o seu alvo. A Escritura Sagrada  diz:

“… Prossigo para o alvo (Cristo), para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” (Fl 3.14).

“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.” (2Tm 4.7).

“Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixamos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos, com perseverança (paciência), a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da nossa fé…” (Hb 12.1,2).

“Sigamos” essas virtudes à semelhança de um atleta, que tanto se esforça para obter o troféu, ganhando a corrida ou tornando-se o vencedor da luta. Não poupemos treinamento, não consideremos qualquer sacrifício grande demais, contanto que obtenhamos essa extraordinária vitória.

‘Medita estas coisas, ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.” (1Tm 4.15,16).

Resumo: Jovens, Fujam das Paixões da Carne! Revestindo do Senhor Jesus Cristo, Andando Segundo o Espírito, Fugindo das Paixões da Carne e Prosseguindo para o Alvo que é Cristo. Esta é a vitória, só depende de você!

 

Read Full Post »

Texto Bíblico: Daniel 1.4; 6.1-5

1- Um homem de linhagem real – “Príncipe.” (1.3).

2- Um homem sem defeito – “Perfeito.” (1.4).

3- Um homem formoso de aparência. (1.4).

4- Um homem de sabedoria – “Culto.” (1.4; 2.30).

5- Um homem de habilidade – “Experiência.” (1.4).

6- Um homem de temor a Deus – “separação.” (1.8).

7- Um homem de entendimento em toda visão e sonhos – “Visão de Deus.” (1.17b).

8- Um homem de louvor a Deus – “Adoração.” (2.19-23).

9- Um homem de espírito excelente – “Capacidade.” (6.3).

10- Um homem de luz. (5.11).

11- Um homem de fidelidade a Deus – “Obediência.” (1.8; 6.4,10).

12- Um homem sem vício – “Livre.” (6.4).

13- Um homem inculpável – “Perfeito.” (6.4).

14- Um homem de oração – “Dedicação.” (6.4).

15- Um homem que confiava em Deus – “Perseverança.” (6.10).

16- Um homem de inocência diante de Deus e dos homens – “Santidade.” (6.22).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18.30-39

Elias e os quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal:

1- Ele convida o povo a tomar uma decisão. (v.21).

2- Ele desafia o povo a uma prova de fogo. (vv.22-24).

O que Elias fez:

1- Reparou o altar. (v.30). Conserto.

Como está teu altar?:

  • Quebrado,
  • Derrubado,
  • Destruído.

2- Edificou o altar. (v.32). Compromisso.

Com está teu compromisso com Deus?

3- Pós a lenha sobre o altar. (v.33). Oração (combustível).

“O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã… O fogo arderá sobre o altar; não se apagará.” (Lv 6.12,13). 

“Sem lenha, o fogo se apagará…” (Pv 26.20ª).

4- Ofereceu à vítima sobre o altar. (v.33). Sacrifício.

Qual é a tua vítima? A Bíblia diz: “… Ninguém aparecerá vazio perante mim.” (Êx 23.15).

Exemplos de sacrifícios:

1- Abraão ofereceu seu único filho em holocausto. (Gn 22.1-14).

2- Davi ofereceu sacrifício de valor. (2Sm 24.24).

3- A mulher pecadora levou um vaso de alabastro com ungüento. (Lc 7.37,38).

4- A viúva pobre ofereceu tudo o que tinha. (Lc 21.1-4).

5- Jesus disse aos seus discípulos: “… Se alguém quizer vir após mim, renuncie-se a si mesmo (sacrifício próprio), tome sobre si a sua cruz e siga-me.” (Mt 16.24).

6- Paulo adverte: “Rogo-vos, pois irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Hb 12.1).

5- Pós água sobre o altar. (vv.34,35). Purificação. (Ef 5.26).

A Escritura Sagrada diz:

“Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação.” (1Tss 4.7).

“Portanto escrito está: sedes santos, porque eu sou santo.” (1Pe 1.16).

Quais são os meios de santificação:

1- A palavra de Deus. (Sl 119.9,11; Jo 15.3; Ef 5.26).

2- O sangue de Cristo. (1Jo 1.7; Hb 9.22).

3- A glória de Deus. (Êx 29.43).

6- Orou ao Senhor. (vv.36-38). Confiança.

A Escritura Sagrada diz:

“… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16c).

“… tudo é possível ao que crê.” (Mc 9.23).

“… se tiverdes fé… nada vos será impossível…” (Mt 17.20).

“… se creres verás a glória de Deus.” (Jo 11.40).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18. 30-39

Altar, lat. “Altus”: Lugar elevado para oferecer sacrifícios. Havia dois tipos de altares. Um consistia de terra. (Êx 20.24), ou de uma rocha. (Jz 13.19), ou de uma só pedra grande. (1Sm 14.33-35), ou de várias pedras não lavradas. (Êx 20.25; 1Rs 18.31,32).

Altar lugar de oferecer sacrifícios a Deus:

  • Sacrifício de devoção. (Gn 8.20).
  • Sacrifício de adoração. (Gn 22.1-14).
  • Sacrifício de valor. (1Sm 24.24).

“Possuímos um altar…” (Hb 13.10). Nossos sacrifícios são:

  • Nossos corpos. (Rm 12.1).
  • Nosso louvor. (Hb 13.15).
  • Sacrifícios espirituais. (1Pe 2.5).
  • Sacrifícios agradáveis a Deus. (Sl 51.17).

Os sacrifícios que agradaram a Deus:

  • O sacrifício de Abel. (Gn 4.4). “Ofereceu dos primogênitos das suas ovelhas.”
  • O sacrifício de Abraão. (Gn 22.1-14). “Ofereceu seu único filho Isaque em holocausto.”
  • O sacrifício de Davi. (1Sm 24.24). “Ofereceu sacrifício de valor.”

“Os sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado, coração compungido e contrito não o desprezarás, ó Deus.” (Sl 51.17).

Os sacrifícios que não agradaram a Deus:

  • O sacrifício de Caim. (Gn 4.3,5). “Ofereceu do fruto da terra.”
  • Os sacrifícios de Nabade e Abiú. (Nm 10.1).
  • Os sacrifícios de ímpios. (Pv 15.8).
  • O sacrifício de tolo. (Ec 5.1).

Os preparativos para a construção de altar de Elias:

1- Consertou o altar que estava quebrado. (v.30).

Como está teu altar?:

  • Quebrado,
  • Destruído,
  • Derrubado,
  • Sem lenha. (Pv 26.20). “Oração – combustível”,
  • Sem vítima. “Renúncia – sacrifício”.

2- Tomou doze pedras, conforme o número das tribos de Israel para construção do altar. (vv.31,32).

Qual (quais) a pedra que está faltando no teu altar?:

  • A pedra do Amor,
  • A pedra do Perdão,
  • A pedra da Oração,
  • A pedra da Dedicação,
  • A pedra da Submissão,
  • A pedra da Fidelidade,
  • A pedra da Comunhão,
  • A pedra da Consagração,
  • A pedra da Confiança,
  • A pedra da Renúncia,
  • A pedra da Gratidão,
  • A pedra da Adoração.

3- Orou ao Senhor para que descesse fogo sobre o altar. (vv.36-38).

A Sagrada Escritura diz: “… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16c).

A nossa oração deve ser feita:

  • Com humildade. (Mt 23.12; Tg 4.10; 1Pe 5.6).
  • Com sinceridade. (Hb 10.22).
  • Com confiança. (Tg 1.6; 5.15; Mc 9.23; Hb 4.16).
  • Com fervor. (At 4.31).
  • Segundo a vontade de Deus. (Mt 6.9,10; 1Jo 5.14).
  • Segundo a nossa necessidade. (Tg 4.3; Sl 27.7-12; Fl 4.6).

Read Full Post »

Older Posts »