Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Intimidade’ Category

Texto Bíblico: Êxodo 33.14,15

 Introdução: A presença do Senhor é indispensável na vida do crente. A presença de Deus dará descanso ao seu povo, isto é, a sua presença alivia, conforta, acalma e nos tranqüiliza. A presença do Senhor produz grandes resultados em nossa vida. Vejamos!

Na Presença do Senhor:

1- Há Descanso. (v.14; Mt 11.28).

2- Há Segurança. (v.15; Mt 8.26,27).

3- Há Esperança. (1Tm 1.1; Lc 19.10).

4- Há Proteção. (Sl 84.11). “Porque o Senhor Deus é… um escudo…”

5- Há Gozo Incomparável. (Sl 16.11; Jó 41.22).

6- Há Vitória. (Êx 14.19-30; Rm 8.31; 1Co 15.57).

Anúncios

Read Full Post »

O Melhor Amigo

Texto Bíblico: João 15.13-15

Introdução: Reconhecemos, à nossa volta, diversos tipos de amizades. As pessoas são amigas de políticos, do dinheiro, da fama, do mundo, dos prazeres carnais, de si mesmos etc. Em meio a tudo, Jesus se destaca como o melhor amigo. 

1- O Desafio do Melhor Amigo:

  • Ele ama mais do que qualquer outro. (v.13).
  • Ele deu a vida por amor a nós. (Jo 10.11,15; 1Jo 3.16).
  • Ele exige a prioridade do nosso amor. (Tg 4.4; 1Jo 2.15).

Resumo: Tomemos posse, portanto, das bênçãos espirituais e materiais que nos podem ser concedidas por Jesus Cristo, nosso melhor amigo.

Read Full Post »

Texto Bíblico: Lucas 18.1 

1- O que é oração:

  • A oração é a dependência de Deus,
  • A oração é o elo de ligação com Deus,
  • A oração é o oxigênio do crente. (1Tss 5.17),
  • A oração é a respiração da alma. (1Tss 5.17),
  • A oração é uma arma poderosa. (Ef 6.11,13),
  • A oração é uma chave invisível. (At 16.25-28),
  • A oração é uma “alavanca” que move o braço que sustenta o mundo, o braço de Deus.          

2- A oração é descrita como:

  • Invocar ao Senhor. (Sl 17.6),
  • Invocar o nome do Senhor. (Gn 4.26). “Enos,”
  • Clamar ao Senhor. (Sl 3.4),
  • Buscar ao Senhor. (Is 55.6),
  • Levantar nossa alma ao Senhor. (Sl 25.1),
  • Aproximar-se do trono da graça com confiança. (Hb 4.16),
  • Chegar perto de Deus. (Hb 10.22; Tg 4.8).

3- Como devemos orar:

  • Podemos orar em silêncio. (1Sm 1.13),
  • Podemos orar em voz alta. (Ne 9.4; Ez 11.13),
  • Podemos orar através do Espírito (i, e., em línguas). (1Co 14.14-18),
  • Podemos orar até mesmo através de gemidos. (Rm 8.26),
  • Podemos orar cantando ao Senhor. (Sl 92.1,2; Ef 5.19,20; Cl 3.16),
  • A oração pode ser acompanhada de jejum. (Ed 8.21; Ne 1.4; Dn 3.4; Mt 6.16; Lc 2.37; At 14.23).

4- Qual a posição que se deve orar:

Notam-se várias posições na oração, tanto no A. T. como no N. T.. A Bíblia menciona pessoas orando:

  • Em pé. (1Sm 1.10,26; 1Rs 822; Ne 9.4,5; Lc 18.11),
  • Sentados. (1Crô 17.16; Lc 10.13),
  • Ajoelhados. (Ed 9.5; Dn 6.10; Lc 22.41),
  • Prostradas. (Nm 16.22; 2Sm 12.16; Mt 26.39),
  • Acamadas. (Sl 63.3; Is 38.1,2),
  • Curvadas até o chão. (Êx 34.8; Sl 95.6),
  • E de mãos levantadas (erguidas) aos céus. (Ed 9.5; Sl 28.2; Is 1.15; 1Tm 2.8).

5- Quando e onde orar:

  • Dentro do grande peixe. (Jn 2.1),
  • Sobre os montes. (1Rs 18.42; Mt 14.23),
  • No terraço da casa. (At 10.9),
  • Num quarto interior. (Mt 6.6),
  • Na prisão. (At 16.25),
  • Na praia. (At 21.5),
  • No templo – “a casa de Deus.” (Lc 18.10; At 3.1).

6- Como deve ser feita a oração:

  • Com fé. (Mt 21.22; Mc 9.23; 11.24; Hb 4.16; 10.22; Tg 1.6; 5.15),
  • Com fervor. At 4.31),
  • Com obediência. (1Jo 3.22),
  • Com perseverança. (Lc 18.1-7; Mt 7.7,8; Rm 12.12; Ef 6.18; Cl 4.2; 1Tss 5.17),
  • Com sinceridade. (Hb 10.22),
  • Com louvor e adoração. (Sl 100.4; 150; Fl 4.6),
  • Com a confissão sincera de pecados conhecidos. (Tg 5.16; Sl 51; Lc 18.13; 1Jo 1.9),
  • Em comunhão com Cristo e sua palavra. (Jo 15.7),
  • Em nome de Jesus. (Jo 14.13,14),
  • No Espírito Santo. (Ef 6.18),
  • Segundo a vontade de Deus. (Mt 6.9,10; 1Jo 5.14). A oração do próprio Jesus no Getsêmani. (Mt 26.42),
  • Segundo a nossa necessidade. (Tg 4.3; Sl 27.7-12; Fl 4.6).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18. 30-39

Altar, lat. “Altus”: Lugar elevado para oferecer sacrifícios. Havia dois tipos de altares. Um consistia de terra. (Êx 20.24), ou de uma rocha. (Jz 13.19), ou de uma só pedra grande. (1Sm 14.33-35), ou de várias pedras não lavradas. (Êx 20.25; 1Rs 18.31,32).

Altar lugar de oferecer sacrifícios a Deus:

  • Sacrifício de devoção. (Gn 8.20).
  • Sacrifício de adoração. (Gn 22.1-14).
  • Sacrifício de valor. (1Sm 24.24).

“Possuímos um altar…” (Hb 13.10). Nossos sacrifícios são:

  • Nossos corpos. (Rm 12.1).
  • Nosso louvor. (Hb 13.15).
  • Sacrifícios espirituais. (1Pe 2.5).
  • Sacrifícios agradáveis a Deus. (Sl 51.17).

Os sacrifícios que agradaram a Deus:

  • O sacrifício de Abel. (Gn 4.4). “Ofereceu dos primogênitos das suas ovelhas.”
  • O sacrifício de Abraão. (Gn 22.1-14). “Ofereceu seu único filho Isaque em holocausto.”
  • O sacrifício de Davi. (1Sm 24.24). “Ofereceu sacrifício de valor.”

“Os sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado, coração compungido e contrito não o desprezarás, ó Deus.” (Sl 51.17).

Os sacrifícios que não agradaram a Deus:

  • O sacrifício de Caim. (Gn 4.3,5). “Ofereceu do fruto da terra.”
  • Os sacrifícios de Nabade e Abiú. (Nm 10.1).
  • Os sacrifícios de ímpios. (Pv 15.8).
  • O sacrifício de tolo. (Ec 5.1).

Os preparativos para a construção de altar de Elias:

1- Consertou o altar que estava quebrado. (v.30).

Como está teu altar?:

  • Quebrado,
  • Destruído,
  • Derrubado,
  • Sem lenha. (Pv 26.20). “Oração – combustível”,
  • Sem vítima. “Renúncia – sacrifício”.

2- Tomou doze pedras, conforme o número das tribos de Israel para construção do altar. (vv.31,32).

Qual (quais) a pedra que está faltando no teu altar?:

  • A pedra do Amor,
  • A pedra do Perdão,
  • A pedra da Oração,
  • A pedra da Dedicação,
  • A pedra da Submissão,
  • A pedra da Fidelidade,
  • A pedra da Comunhão,
  • A pedra da Consagração,
  • A pedra da Confiança,
  • A pedra da Renúncia,
  • A pedra da Gratidão,
  • A pedra da Adoração.

3- Orou ao Senhor para que descesse fogo sobre o altar. (vv.36-38).

A Sagrada Escritura diz: “… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16c).

A nossa oração deve ser feita:

  • Com humildade. (Mt 23.12; Tg 4.10; 1Pe 5.6).
  • Com sinceridade. (Hb 10.22).
  • Com confiança. (Tg 1.6; 5.15; Mc 9.23; Hb 4.16).
  • Com fervor. (At 4.31).
  • Segundo a vontade de Deus. (Mt 6.9,10; 1Jo 5.14).
  • Segundo a nossa necessidade. (Tg 4.3; Sl 27.7-12; Fl 4.6).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Êxodo 13.21

Introdução: Deus colocou as colunas de nuvem e de fogo como evidência da sua presença do seu amor e do seu cuidado por Israel. (Êx 40.38; Nm 9.15-23; 14.14; 1Co 10.1). A presença da nuvem e do fogo permaneceu entre eles até chegarem à terra prometida, quarenta anos mais tarde.

1- O Senhor ia adiante deles:

  • Para encorajá-los,
  • Para livrá-los,
  • Para dar-lhes à vitória.

2- Numa coluna de nuvem de dia:

  • Para guiá-los na direção certa,
  • Para protegê-los do calor do dia,
  • Para dar-lhes refrigério durante o dia.

3- Numa coluna de fogo à noite:

  • Para alumiá-los durante a noite,
  • Para aquecê-los do frio da noite,
  • Para protegê-los durante a noite.

4- O povo deveria caminhar debaixo da nuvem para desfrutar:

  • Da presença de Deus,
  • Da proteção de Deus,
  • Da direção de Deus,
  • Da comunhão com Deus.

Read Full Post »

Textos Bíblicos: Gênesis 5.22-24; Hebreus 11.5

Introdução: Enoque, no hebraico significa: “Iniciado.” O sétimo depois de Adão. (Jd 14). Filho de Jarede e pai de Metusalém na linhagem de sete. (Gn 5.1-24).

Diz-nos a Bíblia que ele viveu um total de 365 anos e “andou com Deus.” (Gn 5.22-24), expressão que denota comunhão com o Senhor. (Gn 6.9; Mq 6.8; Am 3.3). Em outras palavras, levou uma vida justa, a serviço do Senhor. Em vez do registro da sua morte, a Bíblia simplesmente diz, “e já não era, porque Deus para si o tomou.” (Gn 5.24).

“Para o sábio, o caminho da vida é para cima, para que ele se desvie do inferno que está par embaixo.” (Pv 15.24).

– Disse Deus a Abraão: “Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê perfeito.” (GN 17.1).

1- Andava com Deus. (Gn 5.24).

Andar com Deus significa experimentar grande prazer e alegria em sua presença. Isto só acontece quando conhecemos bem a Deus. Ele andou com Deus (vv22-24) – isto é, vivia pela fé em Deus, confiava na sua palavra e promessas (Hb 11.5,6), procurava de toda maneira viver uma vida santa (1Jo 1.5-7) e andava nos caminhos de Deus (Am 3.3), mantendo-se firme contra a impiedade da sua geração (Jd 14,15).

2- agradava a Deus. (Hb 11.5).

Agradar ao Senhor é desejar e fluir a intimidade da sua presença e a veracidade e justiça da sua palavra.

O escritor aos Hebreus vai mais adiante, e destaca que só é possível “agradar a Deus,” por meio da fé nele. (Hb 11.6).

Assim Enoque foi considerado “justo” perante o Senhor, por sua fé; um ensino que o escritor demostra ser essencial para o entendimento adequado do cristianismo. (Sl 37.4; Rm 8.1,8).

Enoque agradou a Deus (Hb 11.5). Sua vida, mensagem e espiritualidade, agradaram tanto ao Senhor que Ele honrou-o, tirando-o da terra para estar eternamente na sua presença, sem provar a morte.

Os crentes atuais devem tomar a vida de Enoque como exemplo, porque nós, de igual modo vivemos em meio a uma geração má e ímpia. Estamos nós andando com Deus, vivendo em verdadeira santidade, reprovando o pecado e advertindo as pessoas a fugirem da ira vindoura? (At 3.19,20; 1Tss 1.10). E estamos nós esperando Jesus Cristo para nos levar desta terra para estarmos para sempre com Ele? (1Tss 4.16,17).

3- Testificava de Deus. (Jd 14).

Testificar do Senhor constitui a grande comissão de Cristo a todos os seguidores, em todas as gerações. Pregar a Palavra de Deus é a responsabilidade mais importante da igreja e de seus membros. Esteja preparado para aproveitar as oportunidades que Deus lhe concede de pregar as boas novas do evangelho com coragem.

As Sagradas Escrituras dizem:

“O Espírito do Senhor Jeová está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar libertação aos cativos e a aberturas de prisão aos presos; a apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes.” (Is 61.1,2).

“E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.” (Mt 24.14).

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que vos tenho mandado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” (Mt 28.19,20).

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” (Mc 16.15,16).

“Porque não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido.” (At 4.20).

“… A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é, a palavra da fé, que pregamos.” (Rm 10.8).

“E disse o Senhor, em visão, a Paulo: Não temas; pelo contrário, fala e não te cales;” (At 18.9). 

“que pregues a palavra, instes, a tempo e fora de tempo, corrige, repreende, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.” (2Tm 4.2).

Read Full Post »