Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Redenção’ Category

Texto Bíblico: Apocalipse 3.7, 8

Introdução: A porta aberta do presente texto, profeticamente falando, refere-se à era missionária da igreja, que começou nos fins do século XVIII e que chega até os nossos próprios dias.

Essa porta aberta talvez ofereça uma oportunidade incomum para a pregação do evangelho.

O ato de abrir uma porta é uma das mais sugestivas figuras simbólicas de linguagem humana. Horizontes mais vastos, vistas mais amplas, visões mais profundas, maiores possibilidades de sucesso, livramentos, ar puro e nova vida.

1- A Porta Foi Aberta Por Deus.

A porta foi provida por Deus, mas para se entrar nela é necessária a cooperação humana.

“… o que tem a chave de Davi, o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre.” (v. 7).

“… eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar…” (v. 8).

Depois de abrir, ninguém poderá fechá-la novamente – a salvação está assegurada. Uma vez que esteja fechada, ninguém poderá abri-la – e o castigo será infalível.

Essas palavras dão a entender o Senhorio absoluto de Cristo. A passagem de Mateus 28.18, onde se lê: “… Toda autoridade me foi dada no céu e na terra.”

O prazer de Cristo é o de abrir a porta para todas as nações, para que ouçam o evangelho e o Apocalipse mostra que isso se realizará.

2- A Porta Ainda Está Aberta:

1) Porta da Salvação. (Jo 10. 9a).

Jesus é a única porta da salvação, não há salvação senão por Ele. (At 4.12). Jesus é a porta da salvação de Deus para nós. (Mt 7.13,14; Lc 13.24). Jesus é única à porta que leva á vida eterna.

2) Porta da Libertação. (Jo 10. 9b).

Jesus é a única porta (verdade) para a libertação de quem está cativo no pecado.

A Escritura Sagrada diz:

“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (Jo 8.32).

“Se, pois o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres.” (Jo 8.36).

3) Porta da Proteção. (Jo 10. 7).

No aprisco, o pastor desempenha a função de uma porta, fazendo com que, por seu intermédio, as ovelhas entrem e sejam protegidas. Ele oferece o acesso à segurança e à proteção. Cristo é o nosso protetor.

4) Porta da Provisão. (Jo 10. 9c).

Sendo Ele o doador da vida é também Aquele que a sustenta. Podemos confiar que Deus sempre atenderá às nossas necessidades materiais e espirituais. Ele sempre proverá tudo àquilo de que precisarmos em nossa vida. O suprimento de Deus é abundantemente rico e glorioso. (Fl 4.19).

Resumo: Pouco tempo resta para aqueles que desejam ser admitidos. Logo o dono da casa fechará a porta, e os que chegarem tarde “baterá”em vão. As palavras do “dono da casa” são umas reminiscências das palavras do noivo, na parábola das virgens loucas e prudentes. (Mt 25. 10-13).

Esforçamo-nos arduamente para entrar pela porta estreita e segui-lo, porque desejamos sinceramente conhecer Jesus pessoalmente, a qualquer custo. Não ousemos adiar esta decisão, porque a porta da graça não ficará aberta para sempre!

Anúncios

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 10.9

 Introdução: Esse símbolo da porta é digno das nossas reflexões. Cristo usou-o como uma espécie de caminho absoluto. Só há uma porta, uma entrada, uma maneira de entrar. Ao entrar no aprisco é algo feito com a finalidade de     encontrar e de desfrutar da vida espiritual e eterna, na pessoa de Cristo. Existe uma porta (Jesus) aberta, que nos leva para onde reinam a luz e a alegria!

1- Jesus a Única Porta:

  • A Porta. (v.9).
  • O meio. (Jo 14.6; Hb 10.19,20).
  • Acesso ao Pai (Deus). (Jo 14.6; Ef 2.18; 3.12).

2- O Nosso Dever:

  • Atendê-lo. (v.9).
  • Segui-lo. (Jo 12.26).

3- Os Nossos Privilégios:

  • Salvação: “… salvar-se-á…”
  • Comunhão: “… Entrará…”
  • Liberdade: “… Entrará e sairá…”
  • Sustento: “… e achará pastagens.

Resumo: “Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus        Cristo.” (1Co 15.57).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Apocalipse 3.20

Introdução: Cristo está à porta, e sua vinda se dará em breve. (Mc 13.29). Cristo, o Senhor da Igreja, está do lado de fora da mesma. O mesmo Senhor, em paciência e amor, pede admissão e promete comunhão vital com aqueles que lhe derem ouvidos. “Filho meu, dá-me o teu coração.”

Jesus bate à porta de nosso coração porque deseja nos salvar e manter uma íntima comunhão conosco. Ele é paciente e persistente em sua tentativa de fazer parte de nossa vida – sem invadir ou se introduzir por conta própria, mas batendo. Ele nos permite decidir se queremos ou não abrir nossa vida a Ele. Será que você, intencionalmente, sempre mantém sua presença e seu poder de transformar vidas do lado de fora da porta?  

A porta é a vida do individua, da igreja ou da comunidade religiosa. A famosa pintura de Holman Hunt,em que Cristoaparece diante da porta, a bater, não mostra a maçaneta do lado de fora. È que só pode ser aberta pelo lado de dentro. 

Cristo Bate a Porta do Seu Coração:

“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.” (v.20).

1- Um Senhor que Bate: “Eis que estou à porta e bato…”

Cristo tanto bate à porta como fala. Com grande freqüência. Pedindo permissão para entrar e fazer morada.

2- Um Senhor que Pede: “… se alguém abrir a porta…”

Esta é a voz do Bom Pastor, que conduzirá as ovelhas às pastagens de sua comunhão transformadora.

3- Um Senhor que Promete: “… entrarei em sua casa…”

Cristo entra na casa, a fim de assentar-se à mesa do banquete, como amigo e companheiro.

4- Um Senhor que Abençoa: “… cearei, com ele e ele comigo.

Que maravilha! Receber Jesus, e tê-lo como convidado de honra, ceando em sua casa. E desfrutando de sua comunhão, segurança sustento e salvação.

Resumo: Cristo Está á Porta e Bate. E Ele está dizendo: “Filho meu, dá-me teu coração.”

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Sm 9.1-8

Introdução: Para quem não conhece a historia de Mefibosete, nasceu em berço esplêndido, da linhagem de real, príncipe por excelência, mas quando pequeno da idade de cinco anos, a sua ama, sabendo da morte de seu Rei Saul e de Jonatas, pegou o menino e fugiu e na pressa além de ser aleijado dos pés, caiu e ficou manco. (2Sm 4.4).

Conta-se a história secular que na  época de reis, quando um rei batalhava contra um outro e vencia , logo  todos os seus familiares também eram mortos, para não haver conspiração e nem sucessão ao trono. A linhagem passaria a ser do novo rei e de toda a sua família.

Quando Davi reinou, a ama de Mefibosete fugiu para Lo-Debar, cujo significado é “sem palavras”, “sem pasto”, “terreno deserto”, certamente ali Mefibosete viveria em silêncio e esperando a morte chegar, por causa do novo Rei.

Esta historia ainda bem que não acaba assim, Davi foi benevolente para com a descendência de Jônatas e sabendo que existia um herdeiro vivo, mandou imediatamente chamar e restituir  tudo o que lhe era devido. Mefibosete foi tratado pelo rei com todas as demonstrações de ternura e de bondade, e desde então residiu na capital. (v.7).

A vida de Mefibosete é um retrato da nossa própria existência. E, como ele, nós também fomos criados para sermos príncipes. Não devemos nos contentar com a vida árida do deserto, visto que fomos criados para a abundância e para a dignidade.

Os Atos de Bondade de Davi

Os atos de bondade de Davi para com Mefibosete formam um impressionante paralelo com os atos de bondade de Deus para conosco.

1- A Busca. (vv.1-4).

 Davi busca Mefibosete descendente de Jônatas para “que lhe faça bem”, restaurando-lhe os terrenos de Saul e deixando-o comer continuamente à mesa do rei.

A “Casa de Saul” era inimiga da “Casa de Davi” e, contrariando os “costumes” daquela época, que era o de matar todos os descendentes do rei deposto (para evitar futuras reivindicações ao trono), Davi, por causa da sua aliança com Jônatas, busca seus descendentes para os abençoarem.

De modo semelhante, nós, pecadores, também éramos inimigos de Deus (Rm 5.10), mas Jesus também veio nos buscar para nos salvar e nos abençoar. (Mt 11.28; Lc 19.10).

2- O Chamado. (vv. 5-6).

Davi mandar chamar Mefibosete à sua presença. Os atos de bondade de Davi para com Mefibosete formam um impressionante paralelo com a grandiosidade do Chamado de Deus para as nossas vidas. O chamado de Deus hoje:

  • É um Chamado Pessoal. (Is 43.1; Lc 19.5; At 9.15).
  • É um Chamado Universal. (Mt 11.28).
  • É um Chamado que Resulta em Grande Alegria. (At 16.34).

3- A Restituição. (v.7).

Davi restitui a Mefibosete tudo que era de seu pai e avô. Satanás rouba, mata e destrói. Jesus dá vida em abundância (Jo 10.10). Jesus restaura o homem e sua vida, família, paz, alegria, saúde, dignidade. O Senhor promete nos restituir:

  • A prosperidade perdida. (Jó 42.10).“E o Senhor virou o cativeiro de Jó… e o Senhor acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía.”
  • Tudo em dobro. (Zc 9.12).“Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também hoje vos anuncio que vos recompensarei em dobro.”
  • A sorte do seu povo. (Sl 126.3).“Grandes coisas fez o Senhor por nós, e, por isso, estamos alegres.”
  • A nossa saúde. (Jr 30.17).“Porque restaurarei a tua saúde e sararei as tuas chagas, diz o Senhor…”
  • A nossa justiça. (Jó 33.26). “Deveras, orará a Deus, que se agradará dele, e verá a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça.”
  • A alegria da salvação. (Sl 51.12).“Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário.”

4- A Glorificação. (v.8).

Davi convida Mefibosete para assentar-se à sua mesa permanentemente. Mefibosete é integrado à corte e assenta-se à mesa do rei na condição de príncipe de Israel. De igual modo, nós, “cães mortos”, “coxos”, também somos convidados à mesa do Senhor.

  • Como Abençoados pelo Senhor. (Ef 1.3).“… o qual nos todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo”
  • Como Filhos de Deus. (Jo 1.12).“Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus…”
  • Como Herdeiros de Deus e Co-herdeiros de Cristo. (Rm 8.17). – “E, se nós somos filhos, logo herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.”
  • Como Bem-aventurados. (Ap 19.9).“… Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro…”

Resumo: Os atos de bondade de Deus são à base da nossa salvação, pois, à semelhança de Davi com Mefibosete, Jesus buscou, chamou, restituiu e também glorificou o pecador.

 

 

 

Read Full Post »

 Texto Bíblico: João 8.3-11

Os acusadores a levaram a Jesus:

1- No lugar Certo. (v.3). Onde Jesus estava.

Jesus está:

  • Habita com o contrito e abatido de espírito. (Is 57.15).
  • Onde estiverem dois ou três reunidos em seu nome. (Mt 18.20).
  • Dentro de nós. (1Jo 4.4b).

 2- Na Hora Certa. (v.3).

“Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo aceitável; eis aqui agora o dia da salvação.” (2Co 6.2). 

O tempo de Deus:

  • É hoje. (Hb13. 8).
  • O presente. (Sl 46.1).
  • Agora. (Hb 4.16).

3- Ao Homem Certo. (v.4).

Jesus é o homem que:

  • Te aceita. (Mt 11.28).
  • Perdoa. (v.11; Mt 1.21).
  • Salva. (Jo 3.17; Lc 19.10).
  • Liberta. (Jo 8.36).
  • Alegra. (Sl 16.11; Jó 41.22).
  • Dá vitória. (Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co 2.14).
  • Leva para o céu. (Jo 14.2,3,6).

4- Ouviu a Palavra Certa. (v.11).

“… nem eu te condeno, vai-te e não peques mais.”

  • Palavra de Perdão,
  • De Misericórdia,
  • De Consolo,
  • De Esperança,
  • De Vitória.

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 8.3-11

Introdução: Diversas lendas circulam a identificação e a história subseqüente informação de que o nome dela era Susana e que era esposa de certo Manasses, de Jerusalém.

Nas outras tradições asseveram que ela tornou uma santa de Deus na Espanha, até onde serviu o apóstolo Tiago; tais histórias, com toda probabilidade, são lendárias.           

1- Uma mulher que foi pega no próprio ato de adultério:

  • Na hora errada,
  • No lugar errado,
  • Fazendo a coisa errada. 

2- A situação daquela mulher:

  • Em pecado – fragrante. (v.3; Is 59.2).
  • Acusada – réu. (v.4; Ap 12.10).
  • Condenada – veredicto. (vv.5,11; Lv 20.10; Dt 22.22-24; Jo10. 10).
  • Em vergonha e desespero total.

Não importa a tua situação (posição) em que você se encontra. As Sagradas Escrituras dizem:

“vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mt 11.28).

“Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lc 19.10).

“Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” (Jo 6.37).

 3- Eles os acusadores a levaram a Jesus:

  • Na hora certa. (v.3),
  • No lugar certo. (v.3).
  • Ao Homem certo. (v.4).
  • e Ela ouviu a palavra certa. (v.11).

4- Jesus é aquele que:

  • Te aceita. (Mt 11.28; Jo 6.37).
  • Te Perdoa. (v.11; Lc 7.48,49).
  • Te Liberta. (Jo 8.36).
  • Te Alegra. (Sl 16.11; Jó 41.22).
  • Te dá Vitória. (Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co 2.14).
  • Te Leva Para o Céu. (Jo 14.3,6).

5- Eles os acusadores consideravam-se perfeitos e acuzavam aquela mulher. (vv.4,5).

  • Jesus é perfeito e não condenou aquela mulher. (v.11). 

“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (Jo 3.17). 

6- A Lei de Moisés condenava aquela mulher à morte através do apedrejamento. (v.5).

Jesus não te condena, mas te chama. (Mt 11.28).

  • Para o arrependimento. (Mt 4.17).
  • Para salvação. (Lc 19.10).
  • Para que tenha direito as mansões celestiais. (Jo 14.2,3,6).
  • Para a vitória. (Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co 2.14).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Gênesis 3.1-15

1- Primeiro passo errado: Desobediência. (v.6).

A desobediência é a conseqüência de todo mal. (vv.14-19; Rm 5.12).

2- Segundo passo errado: Auto-suficiência. (v.7). – falha, temporária.

Fizeram para si aventais (folha de figueira).

  • Para cobrir a nudez,
  • Para cobrir a vergonha,
  • Para cobrir o pecado.

As questões espirituais jamais podem ser resolvidas por processos ou intentos matérias! O quererem cobrir a nudez é prova real de que foram despidos da glória de Deus. (Rm 3.23; 5.1). 

3- Terceiro passo errado: Esconderam-se da presença de Deus. (vv.8-10).

“… Onde estás? Adão!”

Nada pode ser escondido da presença de Deus:

  • Ele é Onipotente (“tem todo poder”).
  • Ele é Onisciente (“conhece todas as coisas”).
  • Ele é Onipresente (“está presente em todo lugar”). 

“… Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu ai estas; se fizer no Seool a minha cama, eis que tu ali estás também…” (Sl 139.1-10).

“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” (Hb 4.13).

4- Quarto passo errado: Justificaram o seu pecado. (vv.12,13). – Desculpa.

O que as Escrituras Sagradas dizem sobre o pecado:

  • O pecado é a transgressão da Lei divina,
  • O pecado é a desobediência as Leis de Deus,
  • O pecado é errar o alvo de Deus,
  • O pecado é a separação de Deus. (Is 59.2),
  • O pecado gera o abandono a Deus. Exemplos:

               – Adão e Eva. (vv.23,24),

               – Sansão. (Jz 16.20),

               – Saul. (1Sm 16.1ª, 14; 28.6).

  • O salário do pecado é a morte. (Rm 6.23),
  • Todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. (Jo 8.34).

“O que encobre as tuas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.” (Pv 28.13).

“Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.” (Sl 32.1).

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1Jo 1.9).

Promessa Anunciada. (v.15).

“E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” 

Vestes Providenciadas.

As Vestimentas da Redenção. A vestimenta o ato da misericórdia de Deus ao homem em desobediência e pecado.

“Adão e Eva estavam nus.” (Gn 3.9).

“E fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu.” (Gn 3.21).

A Crucificação de Jesus.

“Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram quatro partes…” (Jo 19.23).

As vestes de Jesus foram tiradas e rasgadas para nos vestir:

  • A Veste da Salvação. (Is 61.10).
  • A Veste de Poder. (Lc 24.49; At 1.8; 2.1-4).
  • A Veste da Proteção. (Ef 6.11-13).

Read Full Post »

Older Posts »