Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \06\UTC 2012

Texto Bíblico: 1Reis 18.41-46

Introdução: Observando Elias, pode-se aprender muito sobre a oração. A necessidade de fé quando oramos, pois Elias creu que a sua oração seria respondida mesmo antes de vê-la atendida. (vv. 44,45). Tiago em sua Epístola explica que a oração do cristão pode ser tão eficaz quanto à oração de Elias.

1- A Oração de Elias era:

  • A oração de um justo. (Tg 5.16ª; Sl 66.18).
  • A oração de um homem de natureza humana semelhante a nossa. ( Tg 5.17).
  • A oração de muita eficácia. (v. 45; Tg 5.16,17).

2- Os Segredos da Oração eficaz de Elias:

1- A Sua Fé. (v. 41; Tg 5.17,18; 1Pe 17.1).

“A fé é a certeza das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se vêem.” (Hb 11.1).

O que a Bíblia diz sobre a fé:

– A Jairo Jesus disse-lhe: “… Não temas, crê somente.” (Mc 5.36).

– Ao pai do menino endemoninhado Jesus disse-lhe: “… Se tu podes crer; tudo é possível ao que crê.” (Mc 9.23).

– A Marta Jesus disse-lhe: “… Se tu creres verás a glória de Deus.” (Jo 11.40).

– O autor aos Hebreus admoesta-nos assim: “Cheguemos-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé.” (Hb 10.22).

– Tiago encorajá-nos a pedir com fé, não duvidando. (Tg 1.6; 5.15).

– Jesus enfatizou dizendo: “… tudo o que pedires, orando, crendo que o recebereis e tê-lo-eis.” (Mc 11.24).

2- A Sua Humildade. (v. 42).

Humildade é a virtude como manifestamos o sentimento da nossa fraqueza ou de nosso pouco ou nenhum mérito.

O que a Bíblia diz sobre a humildade:

“… Deus atenta para os humildes…” (Sl 138.6).

“E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.” (Mt 23.12).

“Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.” (Tg 4.10).

“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que ao seu tempo, vos exalte.” (1Pe 5.6).

3- A Sua Sinceridade. (vv. 36-38).

Sinceridade é a qualidade do que é sincero. Que se exprime sem artifício, sem intenção de enganar, de disfarçar o seu procedimento.

– “Elias era um homem sujeito as mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto.” (Tg 5.17,18).

O que a Bíblia diz sobre a sinceridade:

“… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16ª).

“Cheguemos-nos com verdadeiro coração em inteira certeza de fé…” (Hb 10.22ª).

“Cheguemos-nos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hb 4.16).

4- A Sua Perseverança. (vv. 43,44).

Perseverança é firmeza, constância na fé, nas virtudes. Persistir; conservar-se firme e constante.

O que a Bíblia diz sobre a perseverança:

“Pedi; e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei; e abrir-se-vos-á. Porque aquele que pede recebe, e o que busca encontra; e, ao que bate, se abre.” (Mt 7.7,8).

“… perseverai na oração.” (Rm 12.12).

“Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança…” (Ef 6.18).

“Perseverai em oração, velando nela com ação de graças.” (Cl 4.2).

“Orai sem cessar.” (1Tss 5.17).

Resumo: A oração eficaz, isto é, que produz milagres, não se limita a alguns poucos, como apóstolos e profetas. Todos os crentes podem orar acreditando que haverá grandes resultados. – “… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16ª).

 

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18.19-40

Introdução: “Elias e os profetas de Baal.” Baal, no hebraico significa “Senhor”: O supremo deus dos cananeus, correspondendo a Bel, Senhor dos babilônicos. Baal era o deus do sol, responsável pela germinação e crescimento da lavoura, e aumento dos rebanhos e a fecundades das famílias.

Em tempos de seca e de peste, sacrificaram-lhe vítimas humanas para apaziguar a sua ira. (2Rs 16.3; 21.6; Jr 19.5). Nesses holocaustos, a família geralmente oferecia o primogênito, s vítima sendo queimada viva.

Baal era a divindade masculina e Astarote a feminina entre os fenícios e os cananeus.

Elias no hebraico significa “Deus é Senhor” ou “Cujo Deus é Jeová.”

Ele era um benjamita, filho de Jeorão. (1Crô 8.27).

Morador de Gileade. (1Rs 17.1).

O profeta da oração eficaz. (1Rs 17.1; 18.36-38; 41-45; Tg 5.16-18).

Encontramos três grupos no Monte Carmelo:

  • Os odiosos, como Acabe,
  • Os diligentes como Elias,
  • E os indiferentes, indecisos, que coxeavam entre dois lados.

O profeta Elias pede ao povo que tome uma decisão acerca de Deus de desafia aos profetas de Baal para uma prova de fogo. (1Rs 18.20-24).

  • A batalha dos deuses,
  • O fracasso dos falsos profetas,
  • A vitória de Elias.

Os segredos do sucesso de Elias:

1- Coragem. (vv. 17-19). Exemplos de coragem:

  • Abraão. (Gn 15.1).
  • Davi. (1Sm 17.32,45).
  • Salomão. (1Crô 23.13b).
  • Isaías. (Is 41.10,13)

A coragem um elemento fundamental:

  • Para aceitar os desafios. (Êx 14.15).
  • Para desafiar os obstáculos. (2Crô 32.7,8).
  • Para enfrentar o adversário das nossas almas. (Tg 4.7b).
  • Para viver no centro da vontade de Deus. (Fl 2.13).

2- Decisão. (vv. 19-24). Exemplos de decisão:

  • Daniel. (Dn 1.8).
  • Os três amigos de Daniel. (Dn 3.16-18).
  • Davi. (1Sm 17.32).
  • Paulo. (At 21.13; Fl 1.21).

3- Confiança. (vv. 22-24; 30-35). “Fé”

“A fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.” (Hb 11.1).

Exemplos:

  • Jairo, Jesus disse-lhe: “… Não temas, crê somente.” (Mc 5.36).
  • Ao pai do jovem indemoniado, Jesus disse-lhe: “… Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.” (Mc 9.23).
  • Marta irmã de Lázaro, Jesus disse-lhe: “… Se creres, verás a glória de Deus.” (Jo 11.40).

A Escritura Sagrada diz:

– “Cheguemo-nos com verdadeiro coração; em inteira certeza de fé.” (Hb 10.22).

“Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hb 4.16).

4- Poder. (vv. 36.38). Exemplos de orações de poder:

  • O batismo de Jesus. (Lc 1.21,22).
  • A transfiguração de Jesus. (Lc 9.29).
  • Os discípulos. (At 4.31).

“… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16c).

Read Full Post »