Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Restauração’ Category

Texto Bíblico: Marcos 10.46-52

 Introdução: Jesus estava em Jericó. A grande multidão fazia contraste com o solitário e cego esmoler, sentado à beira da estrada. Jesus o notaria? Faria alguma coisa por ele? Já sabemos que assim seria. Jesus pararia. Ajudaria. Cuidaria daquele indivíduo miserável.

Que Mensagem – de Esperança – Temos Nesta Passagem!:

1- Ele Para. (v.49ª). Movido de misericórdia. A fim de ministrar a um pobre miserável. Em Jesus encontramos: atenção, interesse, compaixão, simpatia e poder divino.

2- Ele Chama. (v.49b).

Jesus está chamando ainda hoje! (Mt 11.28).

  • Pelo nome. (Is 43.1; 45.4; Lc 19.5 – Zaqueu).
  • De amigo. (Jo 15.15).
  • O pecador ao arrependimento. (Mt 4.17).
  • Para a vitória. (vv.49,51,52).

O cego não deixaria nada atrapalhar seu caminho para chegar até Jesus.

Saltamos a fim de atender ao seu chamado e receber sua benção.

3- Ele Ajuda. (vv.51,52). Como? Exemplos:

  • Samuel. (1Sm 7.12). – “A pedra de ajuda.”
  • Davi. (1Sm 23.28). – “A pedra de escape.”
  • Israel. (Is 41.10). – “O sustento.”

Cristo, o Nosso Amparo. A Escritura Sagrada diz:

“Assaltaram-me no dia da minha calamidade, mas o SENHOR me serviu de amparo.” (2Sm 22.19).

“Surpreenderam-me no dia da minha calamidade; mas o Senhor foi o meu amparo.” (Sl 18.18).

“Eu sou pobre e necessitado, porém o Senhor cuida de mim; tu és o meu amparo e o meu libertador; não te detenhas, ó Deus meu!” (Sl 40.17).

“Israel confia no Senhor; ele é o seu amparo e o seu escudo.” (Sl 115.9).

“A casa de Arão confia no Senhor; ele é o seu amparo e o seu escudo.” (Sl 115.10).

“Confiam no Senhor os que temem o Senhor; ele é o seu amparo e o seu escudo.” (Sl 115.11).

“Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hb 4.16).

– “lançai sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” (1Pe 5.7).

Read Full Post »

Textos Bíblicos: 2Reis 4.23,26; Filipenses 4.13; Marcos 9.23

Introdução: As palavras têm poder. Tudo é possível pelo poder da palavra, mas poucos têm consciência disso. Existe poder em suas palavras. O poder vem quando você assume a responsabilidade por sua vida. Vejamos:

1- “… Tudo Vai Bem…” (2Rs 4.23,26).

Sunamita e o seu filho. Deus abençoou essa mulher fiel, dando-lhe um filho. (2Rs 4.8-17).

Deus a submeteu a uma prova severa quando permitiu que esse filho lhe fosse tirado. (2Rs 4.18-21).

Deus restaurou a vida do filho, quando ela se manteve firme na promessa que Deus lhe fizera. (2Rs 4.22-37). A Escritura Sagrada diz:

“Retenhamos firmes a confissão da nossa fé, porque fiel é o fez a promessa”. (Hb 10.23).

“Fiel é o que vos chama, o qual também o fará”. (1Ts 5.24).

2- “Tudo Posso…” (Fl 4.13).

Paulo estava preso na prisãoem Roma. Paulopodia viver com alegria porque compreendia a vida sob o ponto de vista de Deus.

Aprenda a confiar nas promessas de Deus e no poder de Cristo para ajudá-lo a manter-se contente.

Ele suprirá todas as suas necessidades, mas de uma forma que só Ele sabe ser a ajuda para você. (fl 4.19).

3- “… Tudo é Possível…” (Mc 9.23).

O jovem lunático. Ao pai do jovem lunático, Jesus disse-lhe: “… Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.” (v. 23).

Jesus disse que tudo é possível se crermos, porque nada é difícil para Deus. A Escritura Sagrada diz:

“… mas a Deus todo é possível”. (Mt 19.26).

“… porque para Deus todas as coisas são possíveis”. (Mc 19.27).

“Porque para Deus nada é impossível”. (Lc 1.37).

Não podemos ter imediatamente tudo o que pedimos a Ele, mas, com fé, podemos ter tudo o que precisamos. (Fl 4.13).

Resumo: Acredite é possível alcançar as bênçãos, resolver os problemas, vencer as lutas, superar as tribulações e tomar posse da vitória através do poder da palavra!

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Sm 9.1-8

Introdução: Para quem não conhece a historia de Mefibosete, nasceu em berço esplêndido, da linhagem de real, príncipe por excelência, mas quando pequeno da idade de cinco anos, a sua ama, sabendo da morte de seu Rei Saul e de Jonatas, pegou o menino e fugiu e na pressa além de ser aleijado dos pés, caiu e ficou manco. (2Sm 4.4).

Conta-se a história secular que na  época de reis, quando um rei batalhava contra um outro e vencia , logo  todos os seus familiares também eram mortos, para não haver conspiração e nem sucessão ao trono. A linhagem passaria a ser do novo rei e de toda a sua família.

Quando Davi reinou, a ama de Mefibosete fugiu para Lo-Debar, cujo significado é “sem palavras”, “sem pasto”, “terreno deserto”, certamente ali Mefibosete viveria em silêncio e esperando a morte chegar, por causa do novo Rei.

Esta historia ainda bem que não acaba assim, Davi foi benevolente para com a descendência de Jônatas e sabendo que existia um herdeiro vivo, mandou imediatamente chamar e restituir  tudo o que lhe era devido. Mefibosete foi tratado pelo rei com todas as demonstrações de ternura e de bondade, e desde então residiu na capital. (v.7).

A vida de Mefibosete é um retrato da nossa própria existência. E, como ele, nós também fomos criados para sermos príncipes. Não devemos nos contentar com a vida árida do deserto, visto que fomos criados para a abundância e para a dignidade.

Os Atos de Bondade de Davi

Os atos de bondade de Davi para com Mefibosete formam um impressionante paralelo com os atos de bondade de Deus para conosco.

1- A Busca. (vv.1-4).

 Davi busca Mefibosete descendente de Jônatas para “que lhe faça bem”, restaurando-lhe os terrenos de Saul e deixando-o comer continuamente à mesa do rei.

A “Casa de Saul” era inimiga da “Casa de Davi” e, contrariando os “costumes” daquela época, que era o de matar todos os descendentes do rei deposto (para evitar futuras reivindicações ao trono), Davi, por causa da sua aliança com Jônatas, busca seus descendentes para os abençoarem.

De modo semelhante, nós, pecadores, também éramos inimigos de Deus (Rm 5.10), mas Jesus também veio nos buscar para nos salvar e nos abençoar. (Mt 11.28; Lc 19.10).

2- O Chamado. (vv. 5-6).

Davi mandar chamar Mefibosete à sua presença. Os atos de bondade de Davi para com Mefibosete formam um impressionante paralelo com a grandiosidade do Chamado de Deus para as nossas vidas. O chamado de Deus hoje:

  • É um Chamado Pessoal. (Is 43.1; Lc 19.5; At 9.15).
  • É um Chamado Universal. (Mt 11.28).
  • É um Chamado que Resulta em Grande Alegria. (At 16.34).

3- A Restituição. (v.7).

Davi restitui a Mefibosete tudo que era de seu pai e avô. Satanás rouba, mata e destrói. Jesus dá vida em abundância (Jo 10.10). Jesus restaura o homem e sua vida, família, paz, alegria, saúde, dignidade. O Senhor promete nos restituir:

  • A prosperidade perdida. (Jó 42.10).“E o Senhor virou o cativeiro de Jó… e o Senhor acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía.”
  • Tudo em dobro. (Zc 9.12).“Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também hoje vos anuncio que vos recompensarei em dobro.”
  • A sorte do seu povo. (Sl 126.3).“Grandes coisas fez o Senhor por nós, e, por isso, estamos alegres.”
  • A nossa saúde. (Jr 30.17).“Porque restaurarei a tua saúde e sararei as tuas chagas, diz o Senhor…”
  • A nossa justiça. (Jó 33.26). “Deveras, orará a Deus, que se agradará dele, e verá a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça.”
  • A alegria da salvação. (Sl 51.12).“Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário.”

4- A Glorificação. (v.8).

Davi convida Mefibosete para assentar-se à sua mesa permanentemente. Mefibosete é integrado à corte e assenta-se à mesa do rei na condição de príncipe de Israel. De igual modo, nós, “cães mortos”, “coxos”, também somos convidados à mesa do Senhor.

  • Como Abençoados pelo Senhor. (Ef 1.3).“… o qual nos todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo”
  • Como Filhos de Deus. (Jo 1.12).“Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus…”
  • Como Herdeiros de Deus e Co-herdeiros de Cristo. (Rm 8.17). – “E, se nós somos filhos, logo herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.”
  • Como Bem-aventurados. (Ap 19.9).“… Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro…”

Resumo: Os atos de bondade de Deus são à base da nossa salvação, pois, à semelhança de Davi com Mefibosete, Jesus buscou, chamou, restituiu e também glorificou o pecador.

 

 

 

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18. 30-39

Altar, lat. “Altus”: Lugar elevado para oferecer sacrifícios. Havia dois tipos de altares. Um consistia de terra. (Êx 20.24), ou de uma rocha. (Jz 13.19), ou de uma só pedra grande. (1Sm 14.33-35), ou de várias pedras não lavradas. (Êx 20.25; 1Rs 18.31,32).

Altar lugar de oferecer sacrifícios a Deus:

  • Sacrifício de devoção. (Gn 8.20).
  • Sacrifício de adoração. (Gn 22.1-14).
  • Sacrifício de valor. (1Sm 24.24).

“Possuímos um altar…” (Hb 13.10). Nossos sacrifícios são:

  • Nossos corpos. (Rm 12.1).
  • Nosso louvor. (Hb 13.15).
  • Sacrifícios espirituais. (1Pe 2.5).
  • Sacrifícios agradáveis a Deus. (Sl 51.17).

Os sacrifícios que agradaram a Deus:

  • O sacrifício de Abel. (Gn 4.4). “Ofereceu dos primogênitos das suas ovelhas.”
  • O sacrifício de Abraão. (Gn 22.1-14). “Ofereceu seu único filho Isaque em holocausto.”
  • O sacrifício de Davi. (1Sm 24.24). “Ofereceu sacrifício de valor.”

“Os sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado, coração compungido e contrito não o desprezarás, ó Deus.” (Sl 51.17).

Os sacrifícios que não agradaram a Deus:

  • O sacrifício de Caim. (Gn 4.3,5). “Ofereceu do fruto da terra.”
  • Os sacrifícios de Nabade e Abiú. (Nm 10.1).
  • Os sacrifícios de ímpios. (Pv 15.8).
  • O sacrifício de tolo. (Ec 5.1).

Os preparativos para a construção de altar de Elias:

1- Consertou o altar que estava quebrado. (v.30).

Como está teu altar?:

  • Quebrado,
  • Destruído,
  • Derrubado,
  • Sem lenha. (Pv 26.20). “Oração – combustível”,
  • Sem vítima. “Renúncia – sacrifício”.

2- Tomou doze pedras, conforme o número das tribos de Israel para construção do altar. (vv.31,32).

Qual (quais) a pedra que está faltando no teu altar?:

  • A pedra do Amor,
  • A pedra do Perdão,
  • A pedra da Oração,
  • A pedra da Dedicação,
  • A pedra da Submissão,
  • A pedra da Fidelidade,
  • A pedra da Comunhão,
  • A pedra da Consagração,
  • A pedra da Confiança,
  • A pedra da Renúncia,
  • A pedra da Gratidão,
  • A pedra da Adoração.

3- Orou ao Senhor para que descesse fogo sobre o altar. (vv.36-38).

A Sagrada Escritura diz: “… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” (Tg 5.16c).

A nossa oração deve ser feita:

  • Com humildade. (Mt 23.12; Tg 4.10; 1Pe 5.6).
  • Com sinceridade. (Hb 10.22).
  • Com confiança. (Tg 1.6; 5.15; Mc 9.23; Hb 4.16).
  • Com fervor. (At 4.31).
  • Segundo a vontade de Deus. (Mt 6.9,10; 1Jo 5.14).
  • Segundo a nossa necessidade. (Tg 4.3; Sl 27.7-12; Fl 4.6).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Neemias 6.15,16

Neemias.

Era da tribo de Judá, e seu nome quer dizer aquele que Jeová conforta. Servia como copeiro (oficial do rei) na corte de Artaxerxes, da Péreia. (1.11).

Jerusalém.

Ela é mencionada pela primeira vez nas sagradas Escrituras em Josué 10.1. Todavia, já no livro de Gênesis, há uma referência (Gn 14.18) que a apresenta como a Salém de Melquisedeque. Este foi o mais antigo nome da capital de Israel, segundo a tradição judaica. Morada da paz! Eis o que significa Jerusalém na língua hebraica. Nas sagradas Escrituras, identificamo-la como:

  • Ariel. (Is 29.1).
  • Sião. (Sl 87.2).
  • Jebus. (Is 18.28; Jz 19.10).
  • Cidade de Davi. (2Sm 5.7; Is 22.9).
  • Cidade de Deus. (Sl 46.4; 87.3).
  • Cidade do Grande Rei. (Sl 48.2; Mt 5.35).
  • Cidade de Judá. (2Crô 25.28).
  • Cidade Santa. (Ne 11.1).
  • Cidade da Justiça. (Is 1.26).
  • Lareira de Deus. (Is 1.26).
  • Santo Monte. (Dn 9.16).
  • Perfeita Formosura. (Lm 2.15).

Os fatores de sucesso na reconstrução das muralhas em 52 dias:

  • Deus estava com seu povo. (2.20).
  • O coração de povo se inclinava para trabalhar. (4.6).
  • A fé de Neemias. (2.20).
  • A humildade de Neemias. (6.3).
  • A coragem de Neemias. (6.3).
  • A dedicação de Neemias. (6.3).
  • A decisão de Neemias. (6.3).
  • A dependência de Neemias. (6.9).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 18.20-40

Introdução: Elias e os profetas de Baal. “A batalha dos deuses.” Este é um incidente dramático e impressionante. Um só homem de Deus enfrenta uma multidão de idólatras, e os vence completamente. Elias propõe uma prova (v.21) e o povo aceita (v.24).

Esta história relata um conflito entre fidelidade e receio (vv.3,9,16), um conflito em que estamos empenhados. Qual dos dois prevalecerá? (Scroggie).

A Que Grupo Você Pertence?

1- O profeta pede ao povo que tome uma decisão acerca de Deus e desafia aos profetas de Baal para um prova de fogo. (vv. 20-24). Todos os profetas de Baal foram convocados para um encontro no Monte Carmelo para uma prova definitiva sobre quem era maior – Baal ou Jeová. Os 450 profetas de Baal tiveram inicialmente a oportunidade de provar o poder de seu deus. Eles clamaram e rezavam, mas um dia inteiro se passou sem qualquer resposta do seu deus. Elias passou a zombar dos falsos profetas, incitando-os a gritar mais alto, pois, segundo ele, poderia ser que Baal estivesse dormindo. Conclusão: O fracasso dos falsos profetas. (vv. 26-29).

2- Elias iniciou a sua demonstração de fé, construindo um altar de 12 pedras, representando as 12 tribos de Israel. (v.31). Então despejou água três vezes em cima do altar e elevou o Deus uma oração calma e breve, na qual pediu que o Senhor se manifestasse ao seu povo. Deus respondeu logo, mandando fogo de céu, o qual consumiu o holocausto, as pedras do altar e até a copiosa água derramada ao seu redor! (vv.30-38).

  • O veredito do povo é que o Senhor é o verdadeiro Deus. (v.39).
  • Esse evento motivou um despertamento espiritual entre os israelitas, os quais decididamente mataram todos os profetas de Baal. (v.40).

Qual Lado Estas?

Os israelitas achavam que podiam adorar o Deus verdadeiro e também Baal. O pecado deles era o de coração dividido (Dt 6.4,5), querendo servir a dois senhores.

O próprio Cristo advertiu contra essa atitude fatal. A Escritura Sagrada  diz:

“Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro: Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Mt 6.24).

“Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te tenho proposto a vida e a morte, a benção e a maldição. Agora escolhe a vida, para que vivas, tu e os teus filhos.” (Dt 30.19).

“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Então respondeu o povo: Nunca nos aconteça que deixemos ao Senhor para servirmos a outros deuses!” (Js 24.15,16).

 Qual é a Sua Decisão?

Elias desafiou o povo a tomar uma posição – seguir aquele que fosse o Deus verdadeiro. Elias conhecia somente um caminho: a tomada de decisão. Para um ou para outro lado. Para pessoas decididas como Elias, manquejar é algo insuportável. Por que continuar manquejando, se foi bem claramente provado que Deus é o Senhor?

Resumo: “… Até quando coxeareis entre dois pensamentos?…” (v. 21b). Qual é a sua escolha? Qual é a sua decisão? Qual é a sua resposta? O momento é agora!

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Reis 4.26

 Introdução: Diz Newell: “Coisas sombrias e coisas brilhante; coisas felizes e coisas tristes; coisas doces e coisas amargas; tempos de prosperidade e tempos de adversidade. A grande mulher, a sunamita, cujo filhinho estava morto em casa, respondeu à pergunta de Eliseu, “Vai bem com a criança?” Com… “Vai tudo bem.” Conforme dizia nosso amado irmão R. A. Torrey, sobre o trecho de Romanos 8.28: “Um travesseiro suave para um coração exausto.” As ações de ambos nesse incidente, de Eliseu e da sunamita, ilustram a importância da fé e da persistência.

A narrativa dessa sunamita rica contém três episódios-chaves:

1- A Benção. (vv.8-17).

As Sagradas Escrituras dizem:

“A benção do Senhor é que enriquece, e ele não acrescenta dores.” (Pv 10.22).

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo.” (Ef 1.3).

  • A nossa salvação. (Sl 68.19).

2- A Prova. (18-21).

As Sagradas Escrituras dizem:

“o crisol é para a prata, e o forno, para o ouro; mas o Senhor prova os corações.” (Pv 17.3).

“Sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência.” (Tg 1.3).

“Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” (Tg 1.12).

“Porque par mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” (Rm 8.18).

  • O nosso crescimento espiritual.

3- Restauração. (vv.22-37).

O nosso Deus é aquele que restaura. Chamado reparador de brechas e restaurador de veredas. (Is 58.12).

  • O Senhor restitui a nossa saúde. (Jr 30.17).
  • O Senhor restitui a prosperidade perdida. (Jó 42.10).
  • O Senhor restitui a sorte do seu povo. (Sl 14.7).
  • O Senhor restitui a alegria da salvação. (Sl 51.12).

Read Full Post »

Older Posts »