Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Crise’ Category

Texto Bíblico: Jonas 4.1-11

Introdução: A palavra de Deus fora claramente confiada a Jonas. Sua chamada não poderia ter sido mais clara. Porém, o profeta resolveu não ir a Nínive, mas fugir para Társis (na Espanha). (Jn 1.2,3). Com isso ele tentava algo impossível: escapar da presença do Senhor. Ao verificar a geografia da região (mapa), vemos que as duas cidades estão em direções opostas. À medida que ele procurava aproximar-se ou chegar a Társis, mais longe ficava do local da sua missão predita. O resultado foi que não conseguiu fugir da presença de Deus.

Em conseqüência dessa primeira atitude podemos observar as quatro falhas no Ministério de Jonas. Vejamos:

1- A Desobediência de Jonas. (1.3).

Deus concedeu um propósito a Jonas – pregar para Nínive, a capital da Asssíria, poder mundial e o país mais temido e odiado pelo povo de Deus. Era uma cidade poderosa e perversa. Jonas odiava os assírios e temia suas atrocidades. Seu ódio era tão forte que não desejava que recebessem o perdão de Deus. Na verdade temia que aquele povo se arrependesse. (Jn 4.2,3). Por esta razão, respondeu com indiferença e desobediência ao propósito de Deus. Talvez, não sabendo ele que a desobediência é a conseqüência e a causa de todos os males.

Qual Foi a Desobediência de Jonas:

  • Quando fugiu da vontade de Deus.
  • Quando fugiu da presença de Deus. (Sl 139.7,8).
  • Quando fugiu de sua missão.

Consequências da Desobediência:

  • Deus enviou uma grande tempestade. (1.4).
  • Deus enviou um grande peixe para que tragasse a Jonas. (1.7). Instrumento de Castigo: “… e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe.” (1.17).

2- A Negligência de Jonas. (1.5,6; 2.1).

Em meio à forte tempestade, Jonas dormia profundamente no porão do navio, talvez por causa do cansaço, exaustão e pressão. Isto nos mostra a condição espiritual do profeta, que ao invés de estar buscando a Deus em favor dos marinheiros que estavam prestes a ir a pique, preocupava-se apenas consigo mesmo. Mesmo diante da aparentemente situação os atos de Jonas não incomodavam sua consciência. A negligência é a omissão de cuidado; descuido, incúria, desmazelo, menoscabo, desatenção.

  •  Na oração.

Enquanto deveria estar orando estava dormindo. Talvez Estivesse Dormindo Como:

  • Sansão, o sono da carnalidade. (Jz 16.19).
  • Elias, o sono do desânimo. (1Rs 19.5).
  • Os discípulos, o sono da negligência. (Mc 14.37-42).
  • Lázaro, o sono da morte. (Jo 11.11).

Qual o Sono Está Dormindo? As Escrituras Sagradas  dizem:

– “Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos e sejamos sóbrios.” (1Tss 5.6).

“Desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentro os mortos, e Cristo te     esclarecerá.” (Ef 5.14).

“… que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” (Rm 13.11).

3- A Covardia de Jonas. (4.1-3).

Jonas se irou quando Deus poupou Nínive. Porque não queria que seus habitantes fossem perdoados, e sim que fossem destruídos. Jonas pensou que Deus não concederia gratuitamente a salvação a uma nação pagã pecadora. Em seguida, desejou morrer porque essa destruição não mais aconteceria. Como se esqueceu tão rapidamente da misericórdia que recebera de Deus quando estava dentro do peixe! (Jn 2.9,10). Ele ficou muito feliz quando Deus o salvou, mas irou-se quando Nínive foi salva.

  • Quando pensou que Deus tinha esquecido dele. (Is 49.15,16).
  • Com sua atitude egoísta de pensar só em si próprio.
  • Quando pediu para Deus tirar a vida. (4.3).

4- O Exclusivismo de Jonas. (4.6-11).

Jonas ficou irado pela planta que pereceu, mas não pelo que aconteceria a Nínive. Jonas não se queixou da misericórdia de Deus para com ele, ao salvá-lo do peixe. Ele sabia que Deus era “um Deus clemente e misericordioso, tardio em irar-se e de grande beneficência” (v.2), porém ele, pobre criatura, não podia concordar com Deus nisso. Queria ver a grande cidade incendiada.

O incidente da aboboreira servia para ensinar ao profeta a loucura e o egoísmo da sua atitude. Ele podia lastimar a falta da aboboreira porque desfrutou da sua sombra, mas estava bem disposto a ver uma grande cidade varrida com a destruição.

O exclusivista é aquele que tudo sacrifica ao seu próprio proveito; que tem como centro do mundo; que só pensa no seu próprio interesse. É a qualidade daquele que se acha dominado e envolvido pelo próprio eu. O exclusivismo é o contrário ao espírito missionário. A mensagem de Jonas é que Deus é o Deus não apenas dos judeus, mas também dos gentios.

  • Ele queria que Deus destruísse e castigasse os ninivitas. (4.2).
  • Ele queria que Deus não tivesse misericórdia dos ninivitas. (4.2,3).
  • Ele se preocupava mais consigo próprio e seu conforto do que com as almas da grande capital da Assíria.
  • Ele soube pregar com unção, mas não aprendeu que também é vital ter compaixão.
  • Ele tinha esquecido que o Senhor é um Pai cheio de ternura e misericórdia. (4.2).

Resumo: Jonas deveria estar feliz pelo grande avivamento, e a obra que Deus tinha feito com os ninivitas.

Anúncios

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 8.3-11

Introdução: Diversas lendas circulam a identificação e a história subseqüente informação de que o nome dela era Susana e que era esposa de certo Manasses, de Jerusalém.

Nas outras tradições asseveram que ela tornou uma santa de Deus na Espanha, até onde serviu o apóstolo Tiago; tais histórias, com toda probabilidade, são lendárias.           

1- Uma mulher que foi pega no próprio ato de adultério:

  • Na hora errada,
  • No lugar errado,
  • Fazendo a coisa errada. 

2- A situação daquela mulher:

  • Em pecado – fragrante. (v.3; Is 59.2).
  • Acusada – réu. (v.4; Ap 12.10).
  • Condenada – veredicto. (vv.5,11; Lv 20.10; Dt 22.22-24; Jo10. 10).
  • Em vergonha e desespero total.

Não importa a tua situação (posição) em que você se encontra. As Sagradas Escrituras dizem:

“vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mt 11.28).

“Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lc 19.10).

“Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” (Jo 6.37).

 3- Eles os acusadores a levaram a Jesus:

  • Na hora certa. (v.3),
  • No lugar certo. (v.3).
  • Ao Homem certo. (v.4).
  • e Ela ouviu a palavra certa. (v.11).

4- Jesus é aquele que:

  • Te aceita. (Mt 11.28; Jo 6.37).
  • Te Perdoa. (v.11; Lc 7.48,49).
  • Te Liberta. (Jo 8.36).
  • Te Alegra. (Sl 16.11; Jó 41.22).
  • Te dá Vitória. (Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co 2.14).
  • Te Leva Para o Céu. (Jo 14.3,6).

5- Eles os acusadores consideravam-se perfeitos e acuzavam aquela mulher. (vv.4,5).

  • Jesus é perfeito e não condenou aquela mulher. (v.11). 

“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (Jo 3.17). 

6- A Lei de Moisés condenava aquela mulher à morte através do apedrejamento. (v.5).

Jesus não te condena, mas te chama. (Mt 11.28).

  • Para o arrependimento. (Mt 4.17).
  • Para salvação. (Lc 19.10).
  • Para que tenha direito as mansões celestiais. (Jo 14.2,3,6).
  • Para a vitória. (Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co 2.14).

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Reis 19.1-16

Introdução: Esta mensagem vai mudar a sua vida. Acredite! “Eu não sei qual caverna você possa estar agora, mas Deus vai te tirar dela.”

Elias no hebraico significa: “O Senhor é meu Deus.”

“Horebe, o Monte de Deus”

Horebe no hebraico significa: “Uma terra deserta” ou “Lugar seco.” O mesmo que Sinai (Êx 3.1; 17.6). A península do Sinai está situada na montanha de Arábia entre os golfos de Suez e de Acabá.

– Neste lugar Deus apareceu a Moisés nas chamas de uma sarça ardente. (At 7.30).

– A rocha foi ferida para dela sair água para os israelitas. (Êx 17.6).

– Foi no Sinai que Deus o todo poderoso dez conhecer a sua vontade por meio de Moisés à multidão dos hebreus. (Ex 20.1-17; 24.7,8).

– Montanha onde Moisés recebeu do Senhor a Lei chama-se Horebe no Deuteronômio (1.2, etc.); em qualquer outro lugar tem o nome de Sinai. Parece que Horebe designa todo o território, e Sinai a montanha onde a Lei foi dada.

– Onde Elias, fugindo de Jezabel, escondeu-se numa caverna.

– Elias no lugar certo, na hora errada. Deus disse-lhe: “… Que fazes aqui, Elias?” (v. 9).

1- Quem era Elias?

  • Um homem poderoso. (1Rs 17.1,13-16; 18.36-39).
  • Um homem de Deus. (1Rs 17.18,24).
  • Um homem de decisão. (1Rs 18.21).
  • Um homem de desafio. (1Rs18. 22-24).
  • Um homem de fé. (1Rs 18.42-45).
  • Um homem sustentado por Deus. (1Rs 17.4-6; 19.5-8).
  • Um homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos… (Tg 5.17).

– Dormindo em total exaustão.

– Todos nós temos nossos dias ruins e de calmaria.

– A maior ameaça é logo após o triunfo.

– O momento em muitas vezes a pessoa está vulnerável como no dia seguinte a uma vitória…

2- O momento de crise de Elias:

O momento de crise é o momento em que Deus nos prova. O momento de crise é o momento onde muitas vezes falhamos com o Senhor:

  • Por falta de fé. (vv.1-3; Hb11. 6).
  • Por falta de coragem. (v.9).
  • Por nossas reclamações. (v.4).
  • Por atitudes de desespero. (v.3; Sl 20.7,8; 23.4; 125.1).
  • Por atitudes de covardia. (vv.1-9; Jn 4.1-3).
  • Por atitudes de exaltação. (vv.14,18). MT 23.12; Tg 4.10; 1Pe 5.6).

As Escrituras Sagradas dizem:

“E o que a si mesmo se exaltará será humilhado, e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.” (Mt 23.12)

“Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.” (Tg 4.10).

“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte.” (1Pe 5.6).

3- O motivo da fuga de Elias:

  • Medo. (vv.1-3, 10).
  • Cansaço. (v.8).
  • Tristeza. (v.10).
  • Desânimo. (v.14).

A retirada forçada de Elias para o território de Judá é o um exemplo daqueles que “por causa da justiça” (Mt 5.10) são maltratados e pelas covas da terra. (Hb 11. 37,38).

A Bíblia diz que Deus não desampara o teu servo. (Sl 37.25). Por que:

  • Ele é Fiel. (Is 49.15,16).
  • Ele está conosco. (Rm 8.31; 1Jo 4.4b).
  • Ele é o nosso refugio e fortaleza. (Sl 46.1; 91.1,2).
  • Ele é o nosso amparo. (Sl 18.18).
  • Ele é a nossa vitória. (Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co2. 14).

Você pode dizer? Como:

1- Davi – “Deleito-me em fazer a tua vontade, o Deus meu…” (Sl 40.8).

2- Jesus – “… A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.” (Jo 4.34).

3- Pedro – “… Eis que nós deixamos tudo e te seguimos.” (Lc 18.28).

“… Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras de vida eterna.” (Jo 6.68).

4- Paulo – “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim…” (Gl 2.20).

“Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo a servidão…” (1Co 9.27).

“Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho…” (Fl 1.21vv).

“Horebe, o Monte da Revelação”

O Monte Horebe foi o lugar aonde Elias ouviu a voz de Deus. A revelação de Deus veio de “uma voz mansa e delicada”. Deus também fala ao coração das pessoas de uma maneira íntima e silenciosa. Ele usa a voz da sua palavra pregada e do seu Santo Espírito agindo na alma dos ouvintes.

Você pode ouvir Deus? Como:

  • Adão. (Gn 3.9).
  • Abraão. (Gn 17.1).
  • Samuel. (1Sm 3.10; 16.1).
  • Isaías. (Is 6.8).
  • Ezequias. (Is 38.1).
  • Ezequiel. (Ez 2.1,2).
  • Paulo. (At 9.3-6).

As Escrituras Sagradas  dizem:

“Sem linguagem, sem fala, ouve-se as suas vozes.” (Sl 19.3).

“… todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.” (Jo 18.37b).

“quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz as igrejas…” (Ap 3.13).

O que Deus disse a Elias:

1- “Sai para fora e põe-te neste monte perante a face do Senhor.” (v.11).

Deus é o Deus da segunda chance; Ele é o Deus do segundo toque. (1Rs 19.7).Não é o Seu

2- “Agora Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco…” (v.15ª).

3- Vem…” (v.15b).

Cumpri a sua missão:

  • Unge a Hazael rei sobre a Síria. (v.15c).
  • Unge a Jeú rei sobre Israel. (v.16ª).
  • Unge a Eliseu profeta em teu lugar. (v.16b).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Isaías 24.15ª

Introdução: Você não está aqui por acaso. Deus tem propósitos em sua vida. E um dos propósitos dEle é que você glorifique a Ele e receba a vitória em nome do Senhor Jesus! A Escritura Sagrada  diz: “… Abraão… foi fortificado na fé dando glória a Deus.” (Rm 4.20b). – “Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!” (Rm 11.36). Glória para Deus e vitória para sua vida hoje e nome do Senhor dos Exércitos!

1- O que é Vale? É uma planície ou depressão situada na base ou entre montes, várzea que se localiza a beira de rios. – de Lágrimas, – de Amarguras. Geralmente é chamado “desfiladeiro” ou “ravina”. Figura desse mundo caótico e cruel. Um lugar sombrio, profundo. Lugar de experiências dolorosas. Lugar de Experiências com Deus. (Ez 37.1-14). O lugar onde Deus nos leva aos limites de nossa Dependência a Ele. (Sl 23.4).

  • Vale é o começo de uma história.
  • Conseqüência da vida.
  • Preparamento para a vitória.

2- A Bíblia Fala de Vales:

  • O Vale de Sidim. (Gn 14.1-3; 10-16). “Vale da Grande Perda”.
  • O Vale de Savé. (Gn 14.17). “Vale do Rei”.
  • O Vale de Gerar. (Gn 26.1,2). “Vale das Afrontas”.
  • O Vale de Ebrom. (Gn 37.14). “Vale da Traição e da Escravidão”.
  • O Vale de Beraca. (2Crô 20,26) “Vale de Benção”.
  • O Vale da Sombra da Morte. (Sl 23.4). “Vale de Sofrimento”.
  • O Vale de Baca. (Sl 84.6). “Vale de Lágrimas”.
  • O Vale da Visão. (Is 22.1) “Cidade de Jerusalém – Habitação da Paz”.
  • O Vale de Ossos Secos. (Ez 37.1-14). “Vale da Restauração”.
  • O Vale de Acor. (Os 2.15). “Vale da Esperança”.
  • O vale de Josafá. (Jl 3.14). “Vale da Decisão – Jeová Julga”.

Qual Vale você está?… O vale é inevitável. Deus nos leva ao vale não para sofrermos, mas para crescermos. No vale experimentaremos a dor, mas teremos experiência com o Senhor! Não temas, nem te assombres, pois o Senhor é poderoso para abrir fontes no meio do vale e te saciar de alegria. (Is 41.10).

3- Vale é Lugar:

  • De Benção. (2Crô 20.26).
  • De Restauração. (Ez 37.1-14).
  • De Exaltação. (Is 40.4).
  • Onde Deus se faz presente. (Sl 23.4; Is 43.2; Dn 3.25).
  • Onde Deus manifesta a sua glória. (Ez 3.23).
  • Onde Deus fala. (Ez 3.22). – “… Levanta-te, tem bom ânimo, não temas, Eu sou contigo…”

4- O Que Devemos Fazer nos Vales:

  • Confiar no Senhor. (Sl. 20.7,8; 125.1).
  • Esperar no Senhor. (Os 2.15; Sl 40.1; Is 40.31).
  • Descansar no Senhor. (Is 65.10; Sl 23; 37.4).
  • Glorificar ao Senhor. (Is 24.15a; Sl 103.1-5).

5- Porque Devemos Glorificar ao Senhor nos Vales:

  • Porque Ele é o Deus Verdadeiro. (Dt 32.4; Nm 23.19; Rm 3.4; 1Jo 5.20).
  • Porque Ele é o Deus Fiel. (Sl 146.6; Is 49.15; 1Co 1.9; 1Tss 5.24; Hb 10.23).
  • Porque Ele é o Deus Imutável. (Êx 3.14; SL 102.26,27; Ml 3.6; Tg 1.17).
  • Porque Ele é o Deus Infalível. (Gn 18.14; Jr 32.17; Jó 42.2; SL 93.4; 115.3; Is 43.13; Mt 19.26; Mc 10.27; Lc 1.37; Ef 3.20; Jd 24).
  • Porque Ele é o Deus de Vitória. (2Sm 8.6,14; Sl 18.50; 44.7; 108.13; Pv 21.31; 1Co 15.57; 2Co 2.14).
  • Porque Ele é o Deus dos Vales. ( 1Rs 20.28; Sl 23.4; Ez 3.22,23).

Resumo: “Glorificai ao Senhor nos vales…” (Is 24.15a).

Read Full Post »