Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Responsabilidade’ Category

Texto Bíblico: Jonas 4.1-11

Introdução: A palavra de Deus fora claramente confiada a Jonas. Sua chamada não poderia ter sido mais clara. Porém, o profeta resolveu não ir a Nínive, mas fugir para Társis (na Espanha). (Jn 1.2,3). Com isso ele tentava algo impossível: escapar da presença do Senhor. Ao verificar a geografia da região (mapa), vemos que as duas cidades estão em direções opostas. À medida que ele procurava aproximar-se ou chegar a Társis, mais longe ficava do local da sua missão predita. O resultado foi que não conseguiu fugir da presença de Deus.

Em conseqüência dessa primeira atitude podemos observar as quatro falhas no Ministério de Jonas. Vejamos:

1- A Desobediência de Jonas. (1.3).

Deus concedeu um propósito a Jonas – pregar para Nínive, a capital da Asssíria, poder mundial e o país mais temido e odiado pelo povo de Deus. Era uma cidade poderosa e perversa. Jonas odiava os assírios e temia suas atrocidades. Seu ódio era tão forte que não desejava que recebessem o perdão de Deus. Na verdade temia que aquele povo se arrependesse. (Jn 4.2,3). Por esta razão, respondeu com indiferença e desobediência ao propósito de Deus. Talvez, não sabendo ele que a desobediência é a conseqüência e a causa de todos os males.

Qual Foi a Desobediência de Jonas:

  • Quando fugiu da vontade de Deus.
  • Quando fugiu da presença de Deus. (Sl 139.7,8).
  • Quando fugiu de sua missão.

Consequências da Desobediência:

  • Deus enviou uma grande tempestade. (1.4).
  • Deus enviou um grande peixe para que tragasse a Jonas. (1.7). Instrumento de Castigo: “… e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe.” (1.17).

2- A Negligência de Jonas. (1.5,6; 2.1).

Em meio à forte tempestade, Jonas dormia profundamente no porão do navio, talvez por causa do cansaço, exaustão e pressão. Isto nos mostra a condição espiritual do profeta, que ao invés de estar buscando a Deus em favor dos marinheiros que estavam prestes a ir a pique, preocupava-se apenas consigo mesmo. Mesmo diante da aparentemente situação os atos de Jonas não incomodavam sua consciência. A negligência é a omissão de cuidado; descuido, incúria, desmazelo, menoscabo, desatenção.

  •  Na oração.

Enquanto deveria estar orando estava dormindo. Talvez Estivesse Dormindo Como:

  • Sansão, o sono da carnalidade. (Jz 16.19).
  • Elias, o sono do desânimo. (1Rs 19.5).
  • Os discípulos, o sono da negligência. (Mc 14.37-42).
  • Lázaro, o sono da morte. (Jo 11.11).

Qual o Sono Está Dormindo? As Escrituras Sagradas  dizem:

– “Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos e sejamos sóbrios.” (1Tss 5.6).

“Desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentro os mortos, e Cristo te     esclarecerá.” (Ef 5.14).

“… que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” (Rm 13.11).

3- A Covardia de Jonas. (4.1-3).

Jonas se irou quando Deus poupou Nínive. Porque não queria que seus habitantes fossem perdoados, e sim que fossem destruídos. Jonas pensou que Deus não concederia gratuitamente a salvação a uma nação pagã pecadora. Em seguida, desejou morrer porque essa destruição não mais aconteceria. Como se esqueceu tão rapidamente da misericórdia que recebera de Deus quando estava dentro do peixe! (Jn 2.9,10). Ele ficou muito feliz quando Deus o salvou, mas irou-se quando Nínive foi salva.

  • Quando pensou que Deus tinha esquecido dele. (Is 49.15,16).
  • Com sua atitude egoísta de pensar só em si próprio.
  • Quando pediu para Deus tirar a vida. (4.3).

4- O Exclusivismo de Jonas. (4.6-11).

Jonas ficou irado pela planta que pereceu, mas não pelo que aconteceria a Nínive. Jonas não se queixou da misericórdia de Deus para com ele, ao salvá-lo do peixe. Ele sabia que Deus era “um Deus clemente e misericordioso, tardio em irar-se e de grande beneficência” (v.2), porém ele, pobre criatura, não podia concordar com Deus nisso. Queria ver a grande cidade incendiada.

O incidente da aboboreira servia para ensinar ao profeta a loucura e o egoísmo da sua atitude. Ele podia lastimar a falta da aboboreira porque desfrutou da sua sombra, mas estava bem disposto a ver uma grande cidade varrida com a destruição.

O exclusivista é aquele que tudo sacrifica ao seu próprio proveito; que tem como centro do mundo; que só pensa no seu próprio interesse. É a qualidade daquele que se acha dominado e envolvido pelo próprio eu. O exclusivismo é o contrário ao espírito missionário. A mensagem de Jonas é que Deus é o Deus não apenas dos judeus, mas também dos gentios.

  • Ele queria que Deus destruísse e castigasse os ninivitas. (4.2).
  • Ele queria que Deus não tivesse misericórdia dos ninivitas. (4.2,3).
  • Ele se preocupava mais consigo próprio e seu conforto do que com as almas da grande capital da Assíria.
  • Ele soube pregar com unção, mas não aprendeu que também é vital ter compaixão.
  • Ele tinha esquecido que o Senhor é um Pai cheio de ternura e misericórdia. (4.2).

Resumo: Jonas deveria estar feliz pelo grande avivamento, e a obra que Deus tinha feito com os ninivitas.

Anúncios

Read Full Post »

Texto Bíblico: Esdras 7.10

Introdução: Esdras vai a Jerusalém. Devemos reconhecer um intervalo de 58 anos entre os capítulos 6 e 7. Dario está morto, e Artaxerxes (Longimanus) reina na Pérsia. È o sétimo ano do seu reinado,458 a.C., e Esdras obtém licença de ir a Jerusalém. Ele, como Neemias, pediu licença de ir a Jerusalém, mas sendo sacerdote seu primeiro interesse foi o Templo de Deus. Neemias foi para restaurar a cidade e edificar os muros.

Esdras, “Escriba Versado” na Lei do Senhor, Deus de Israel. (Ed 7.6). Dedicava sua vida ao estudo das Sagradas Escrituras. Era sacerdote eficiente, porque estava determinado a obedecer aos mandamentos do Senhor e ele ensinou tanto através de seus pronunciamentos quanto por meio de seu exemplo. Esdras é um modelo para todos que se dedicam como pessoas ungidas por Deus, a estudar, obedecer e ensinar a sua palavra. Vejamos:

Esdras preparou o seu coração para:

1- Buscar a Lei do Senhor.

  • A lei do Senhor é perfeita e refrigera a alma. (Sl 19.7ª).
  • A lei do Senhor dá sabedoria ao simples. (Sl 19.7b).
  • A lei do Senhor é a verdade. (Sl 119.142; Jo 8.32).
  • A Lei do Senhor é espiritual. (Rm 7.14).

2- Cumprir a Lei do Senhor.

  • Quem ama, cumpri a lei. (Rm13.8).
  • Cumprir a lei é andar em liberdade. (Sl 119.44,45, 96-100).
  • Cumprir a lei é questão de prudência. (MT 7.24).
  • Cumprir a lei garante entrada no reino de Deus. (Mt 7.21).
  • A obediência à lei deve ser de todo coração. (Dt 26.16; 32.46).
  • A obediência à lei é o preço do êxito. (Js 1.7,8).
  • A obediência à lei é melhor que o sacrifício. (1Sm 15.22).
  • Há uma bem-aventurança para aquele que cumprir a lei. (Jo13.17).

Tiago adverte: “… sede cumpridores da palavra e não ouvintes”. (Tg 1.22).

3- Ensinar a Lei do Senhor.

  • É uma ordenança de Jesus. (Mt 28.19,20; 2Tm 4.2).
  • É uma santa vocação. (2Tm 1.9).
  • É a missão do povo de Deus. (2Crô 17.7; Mt 28.19,20).
  • É uma obrigação do povo de Deus. (2Tm 4.2).
  • É a responsabilidade mais importante do povo de Deus. (Mt 28.19,20; 2Tm 4.2).
  • É uma urgência do povo de Deus. (Mt 24.14).
  • Há uma promessa de recompensa para todos os que fazem à obra de Deus. (2Crô 15.7; 1Co 15.58).

Resumo: A Como Esdras, devemos estar determinados a estudar e a obedecer à Palavra de Deus. Lealdade a Deus e a sua Palavra sempre trará a benção e a ajuda divina. Todos os que buscam a Deus contritamente e que lhe são leais e, à sua Palavra, terão a mão favorável do Senhor sobre eles.

Read Full Post »

Texto Bíblico: Jonas 1.1-3; 3.1-5

Jonas no hb. Significa: “Pomba” – “Portador da Paz.” Ele, conforme 2 Rs 14.25, era da aldeia de Gate-Hefer, situada perto de Nazaré. O livro é de autoria do próprio profeta. Foi escrito, aproximadamente, no ano780 a.C., no fim de sua carreira. Foi contemporâneo de Amós e Oséias. Seu livro foi escrito uns 60 anos antes da tomada do Reino do Norte (Israel) pelos assírios. Ainda que tendo sido um arauto do Senhor, considerando um profeta de Israel, na sua missão, Jonas é mais, um evangelista. Tendo esse duplo ofício, um dia proclamou o juízo divino contra os cidadãos de Nínive. Vemos no decorrer do seu livro, o tema: “a misericórdia de Deus.”

1- Jonas missionário enviado ao campo estrangeiro.

A Nínive. (hb. “Lugar do peixe”). Era a maior cidade da sua época. A sua população era calculada em 600,000 habitantes. Era a capital do império da Assíria. Para atravessá-la levava-se três dias. (v.3). Sua muralha interna tinha 13 km de circunferência. Uma outra muralha externa tinha 96,5 km. A altura delas era 30,5 mt e incluía 150 torres de 61 mt. A largura dos muros era tal que várias carruagens lado a lado, podiam rodar por cima deles. Era não somente grande, mas poderosa. A própria Bíblia diz: “… Ora Nínive era mui importante diante de Deus.” (3.3).

A razão da misericórdia de Deus por Nínive.

Na cidade havia 120.000 que não sabiam a diferença entre a mão direita, e a esquerda, e um representativo da cidade, sendo o das crianças na faixa de 1-4 anos aproximadamente e, portanto uma quinta parte da população. (4.1).   Havia também nela milhares de vidas saturadas pelo mal, carentes de salvação.

Para o crente não é diferente, pois tem uma missão.

Porque a Bíblia diz: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tem a vida eterna.” (Jô 3.16).

“Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” (Mc 16.15,16).

2- Jonas missionário relutante. (1.1-3).

Fugindo da presença de Deus; indo para Társis (na Espanha), a uma distância de aproximadamente 4.000 km de Israel. Era, portanto, um dos lugares mais remotos em relação à terra santa, em direção oposta a Nínive. À medida que ele procurava aproximar-se ou chegar a Társis, mais longe ficava do local da sua missão predita.

Jonas foge:

  • Foge de Deus.
  • Foge da vontade de Deus.
  • Foge da sua missão.

O salmista Davi disse: “… Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também…” (Sl 139.7,8).

O resultado foi que não conseguiu fugir da presença de Deus.

3- Jonas missionário surpreendido por Deus. (1.4-17).

  • Com uma grande tempestade. (v.4).
  • Com um grande peixe. (v.17).
  • E foi castigado por Deus. (v.17).

“… e esteve Jonas por três dias e três noites nas entranhas do peixe.” (v.17).

4- Jonas orou ao Senhor de dentro da barriga daquele grande peixe – arrependimento. (2.1-10).

  • Ele lembrou que Deus é misericordioso. (4.2; Sl 136.1vv; Lm 3.22).
  • Deus não resiste à oração do servo arrependido. (v.10).
  • Deus lhe deu outra oportunidade. (3.1,2).

O peixe vomitou o profeta certamente no litoral palestino. Pela segunda vez veio a Palavra do Senhor a ele. (Jonas foi mais feliz do que outros que só receberam uma chamada.) Desta vez, ele levantou-se e seguiu na direção certa.

5-  Jonas obedece à voz de Deus e vai a Nínive.

“… e pregava e dizia: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida.” (3.4).

  • Os ninivitas ouviram a palavra de Jonas. (3.5).
  • Eles creram e temeram a Deus. (3.5).
  • Humilharam-se perante a Deus. (3.5,6).
  • Clamaram fortemente a Deus. (3.8).
  • Converteram-se a Deus. (3.8,9).
  • E Deus perdoou os ninivitas. (3.10).

A Escritura Sagrada diz:

– “Viu deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria e não fez.” (3.10).

“… pela graça sois salvos…” (Ef 2.5).

“… Porque a sua misericórdia dura para sempre…” (Sl 136.1vv).

Vemos aqui o maior avivamento registrado na Bíblia! A maior e mais poderosa cidade daquele tempo, submetendo-se humildemente ao único e verdadeiro Deus! A mensagem de um servo do Senhor abalou e mudou uma população inteira. Arrependimento sincero dominou o comércio, as escolas, os templos, os palácios, as casas, enfim, tudo. Foram sacudidos até os alicerces, movidos pelo arrependimento. A transformação foi total e atingiu a todos.

A causa principal deste impacto espiritual em Nínive, foi o poder convencedor do Espírito Santo, junt0 à receptividade positiva dos corações arrependidos e voltados para Deus.

Read Full Post »

Texto Bíblico: 1Samuel 3.1-4, 10,19,20

Introdução: O jovem Samuel estava servindo ao Senhor no templo, tendo Eli, o sacerdote como tutor, quando o Senhor se manifestou a Ele pela primeira vez. A chamada de Samuel aconteceu num momento da vida espiritual de Israel em que Eli, já velho e não mais ordenando sua casa, necessitava ser substituído. Seus filhos, infelizmente desprezavam as coisas de Deus, enquanto Samuel, criado por Eli na casa do Senhor, atendia aos requisitos divinos. Sua convocação foi feita pelo próprio Deus, que o chamou até que fosse atendido, tamanha sua necessidade de um homem para continuar sua obra, antes que a lâmpada se apagasse.

Mas, assim como naqueles dias Deus chamou Samuel, hoje Ele tem chamado esta geração, que ainda não O conhece, apesar de estar cercada de informações. Deus está nos chamando para que tenhamos uma real e pessoal revelação da Sua pessoa.

1- Para Crescer. O crescimento de Samuel foi saudável e abençoado: “E Samuel ia crescendo, e fazia-se agradável, assim para com o Senhor como para também com os homens.” (1Sm 2.26). Samuel foi criado na presença do Senhor, o desenvolvimento dele foi normal em todos os aspectos; assim também com Jesus. (Lc 2.52). Para um desenvolvimento sadio, o ser humano precisa, além dos cuidados normais, viver na presença do Senhor. Jovem, Deus te Fez Para Crescer!

1) Em Cristo: “… cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.” (Ef 4.15).

2) Em Amor: “O Senhor vos aumente, e vos faça crescer em amor uns para os outros e para com todos…” (1Tss 3.12).

3) Em Santidade: “no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.” (Ef 2.21).

4) Em Graça e Conhecimento: Antes, crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.” (2Pe 3.18).

O crescimento espiritual é o plano de Deus para cada crente em Cristo Jesus.

2- Para Vencer. A partir do momento de sua chamada, Samuel experimentou a confirmação do Senhor em sua vida. O que Samuel falava, o Senhor confirmava, dando provas visíveis de sua chamada sacerdotal: “E crescia Samuel, e o Senhor era com ele, e nenhuma de todas as suas palavras deixou cair em terra.” (1Sm 3.19). Samuel um exemplo de vida vitoriosa. Jovem, Deus te clama para vencer!:

1) A Carne – A carne está ligada a nossa própria natureza, que quando não é vencida se torna um poderoso gigante contra o Espírito. “Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis.” (Gl 5.17). Como?:

  • Revestindo do Senhor Jesus Cristo. (Rm 13.14).

“Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.”

  • Revestindo do Poder de Deus. (Lc 24.49).

“E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.”

  • Andando segundo o Espírito. (Rm 8.4,14).

“… que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (v.4).

“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, estes são filhos de Deus.” (v.14). 

2) O Mundo – O mundo se apresenta como um gigante diante de nós. “Não ameis o mundo, nem o que há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele.” (1Jo 2.15). Como?:

  • Pela fé. (1Jo 5.4).

“Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.”

  • Com bom ânimo, como Jesus. (Jo 16.33).

“… no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.”

  • Não se conformando com o mundo. Conselho de Paulo. (Rm 12.2).

“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

  • Não o amando. Exortação de João. (1Jo 2.15-17).

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele.”

“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne. A concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”

“E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.”

3) Satanás – Após sua queda (Is 14.12), Satanás tem se apresentado como um gigante para as pessoas, rugindo como leão. (1Pe 5.8). Como?:

  • Revestindo. (Ef 6.11).

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.”

  • Resistindo. (Tg 4.7).

“… resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

  • Vigiando. (1Pe 5.8).

“Sede sóbrios e vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.”

  • Com armas espirituais: Fé, Palavra e Oração. (Ef 6.11-18; 2Co 10.4).

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo;”

“porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nas regiões celestiais.”

“Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.”

“Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça,”

“e calçados os pés na preparação do evangelho da paz;”

“tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.”

“tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus,”

“orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.” (Ef 6.11-18).

“Porque as armas da nossa milícia não carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas.” (2Co 10.4).

Resistindo-lhe com Fé, Palavra e Oração você vencerá na vida, pois Deus te Chama Para Vencer!

3- Para Fazer à Diferença. O que fez a diferença na vida de Samuel, não foi o fato de ele ter sido criado no templo por um sacerdote. O que fez a diferença foi o fato de ele ter conhecido ao Senhor de uma forma pessoal e ter respondido ao Seu chamado. (1Sm 3.4,10, 19,20).

Antes que a lâmpada de Deus se apague, o Senhor está te chamando! Jovem, Deus te Chama Para Fazer à Diferença. Como? Exemplos:

1) Enoque: “E andou Enoque com Deus; e não se viu mais, porquanto Deus para si o tomou.” (Gn 5.24). “… Porque, obteve testemunho de que agradara a Deus.” (Hb 11.5). 

2) Noé, em um mundo sem Deus: “Noé era varão justo e reto em suas gerações: Noé andava com Deus.” (Gn 6.9).

3) Ele mesmo disse a Abraão: “… anda em minha presença e sê perfeito”. (Gn 17.1).

4) Como Moisés: “E era Moisés varão mui manso, mais do que todos os homens que havia na terra.” (Nm 12.3).

5) Samuel, quando foi chamado, disse: “… Eis-me aqui!… Fala porque o teu servo ouve.” (1Sm 3.4,10).  

6) Davi disse a Saul: “Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá e pelejará contra o filisteu.” (1Sm 17.32).

7) Davi, que disse a Golias: “Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do Senhor dos Exércitos…” (1Sm 17.45).  

8) Elias, disse ao rei Acabe: “… Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem orvalho nem chuva haverá nestes anos, segundo a minha palavra.” (1Rs 17.1).

9) Jó, quando tinha tudo: “… era homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal.” (Jó 1.1). 

10) Jó, quando não tinha nada, disse:Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra.” (Jó 19.25). 

11) Isaías, quando foi chamado, disse: “… Eis-me aqui, envia-me a mim.” (Is 6.8). 

12) Daniel, na corte pagã: “E Daniel assentou no seu coração não se contaminar com a porção do manjar do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar.” (Dn 1.8).

13) Os discípulos: “… o sal da terra… e a luz do mundo…” (Mt 5.14-16).  

14) Jesus disse aos discípulos: “… Em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas… e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.” (Mc 16.17,18).

15) Jesus que disse, ao cego de Jericó: “Que queres que te faça?…” (Lc 18.41).

16) Jesus, que de si mesmo disse: “A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.” (Jo 4.34).

17) Jesus, que disse a Lázaro que estava morto e na sepultura há quatro dias: “… Lázaro, sai para fora!” (Jo 11.43).

18) Pedro, que disse ao paralítico: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho (poder), isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta e anda.” (At 3.6).

19) Paulo, quando teve o encontro com Deus no caminho de Damasco, disse: “Senhor, que queres que faça?…” (At 9.6).

20) Paulo, que disse a Igreja de Corinto: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.” (1Co 11.1).

21) Deus te chama para fazer à diferença: “… no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual deve resplandecer como astros no mundo.” (Fl 2.15).

22) Deus te chama para ser o exemplo dos fiéis: “… na maneira de falar, na maneira de agir, no amor, na fé e na pureza.” (1Tm 4.12).

Resumo: Jovem, Deus está te chamando! Para Crescer, Para Vencer e Para Fazer à Diferença. Como Samuel esteja pronto a dizer “Eis-me aqui,” quando Deus chamá-lo para a sua obra.

Esteja Preparado para o trabalho de Deus em qualquer lugar, a qualquer hora e através de qualquer pessoa que Ele escolher.

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 14.6; 7.18

Introdução: Jesus é a verdade de Deus porque, na qualidade de Logos eterno (Jo 1.1), Ele é a perfeita revelação de Deus e de sua verdade, e isso não meramente para os homens, mas também para todos os seres criados.

Cristo, a Verdade:

  • Verdade da revelação de Deus. (Ef 1.3-5).
  • Verdade do caminho para Deus. (v.6).
  • Verdade em sua própria essência.

“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade.” (Cl 2.9).

“O qual é a imagem do Deus invisível…” (Cl 1.15).

Os Ministros devem:

  • Falar a verdade. (2 Co12.6; Gl 4.16).
  • Ensinar a verdade. (1Tm 2.7).
  • Ser aprovados pela verdade. (2 Co4.2; 6.7,8; 7.14).

Resumo: O próprio Paulo exibiu grande confiança: “… sei em quem tenho crido…” (2Tm 1.12b), e, no entanto, aludiu a si mesmo como mero principiante na inquirição pela verdade espiritual, em comparação com Filipenses 3.10-14.

Cristo é a verdade que conhecemos. (Jo 14.6).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Esdras 7.6,10

Introdução: Esdras no hebraico significa: “Auxilio” ou “O Senhor ajuda”. Ele era descendente de Arão, o primeiro sumo sacerdote de Israel. (Ed 7.2-7).

Esdras ocupou uma posição de liderança no exílio, provavelmente devido à sua linhagem sacerdotal. (Ed 7.11,12).

Muitos judeus elevam Esdras à altura de um segundo Moisés. Moisés deu ao povo a lei de Deus, e Esdras restabeleceu entre os judeus a primazia dessa lei Divina.

Esdras é considerado o maior mestre do Antigo Testamento. Através do seu ministério desenvolveu em Judá um intenso interesse pelo estudo da lei e obediência aos mandamentos de Deus.

Esdras dedicou sua vida ao estudo das Sagradas Escrituras, sendo descrito como o escriba versado. (Ed 7.6).

O registro bíblico honra Esdras como um modelo de líder para os crentes em todas as épocas. Seu zelo pelo reino de Deus tinha prioridade sobre todos os outros assuntos.

1- Esdras era escriba (mestre):

  • Hábil, versado na lei de Moisés.
  • A mão do Senhor estava com ele.
  • O rei concedeu tudo quanto lhe pedira. (Ed 7.6,11).

A lealdade a Deus e a sua Palavra sempre trará a benção e a ajuda divina. Todos os que buscam a Deus contritamente e que lhe são leais e, à sua Palavra, terão a mão favorável do Senhor sobre eles.

2- Esdras honrou a Palavra de Deus:

  • Ao estudá-la. (Ed 7.10).
  • Ao lê-la em público e explicá-la. (Ed 8.2-8).
  • Ao transcrevê-la. (Ed 7.110).

Resumo: Esdras demonstra como um talentoso ensinador da Bíblia pode fazer o povo de Deus progredir. Esdras foi eficiente porque era um estudioso bem versado na lei do Senhor, e porque estava determinado a obedecer aos seus mandamentos. Ele ensinou tanto através de seus pronunciamentos quanto por meio de seu exemplo. Como Esdras, devemos estar determinados a estudar e a obedecer à Palavra de Deus.

Read Full Post »