Feeds:
Posts
Comentários

Arquivo da categoria ‘Curas e Milagres’

Texto Bíblico: Marcos 10.46-52

 Introdução: Jesus estava em Jericó. A grande multidão fazia contraste com o solitário e cego esmoler, sentado à beira da estrada. Jesus o notaria? Faria alguma coisa por ele? Já sabemos que assim seria. Jesus pararia. Ajudaria. Cuidaria daquele indivíduo miserável.

Que Mensagem – de Esperança – Temos Nesta Passagem!:

1- Ele Para. (v.49ª). Movido de misericórdia. A fim de ministrar a um pobre miserável. Em Jesus encontramos: atenção, interesse, compaixão, simpatia e poder divino.

2- Ele Chama. (v.49b).

Jesus está chamando ainda hoje! (Mt 11.28).

  • Pelo nome. (Is 43.1; 45.4; Lc 19.5 – Zaqueu).
  • De amigo. (Jo 15.15).
  • O pecador ao arrependimento. (Mt 4.17).
  • Para a vitória. (vv.49,51,52).

O cego não deixaria nada atrapalhar seu caminho para chegar até Jesus.

Saltamos a fim de atender ao seu chamado e receber sua benção.

3- Ele Ajuda. (vv.51,52). Como? Exemplos:

  • Samuel. (1Sm 7.12). – “A pedra de ajuda.”
  • Davi. (1Sm 23.28). – “A pedra de escape.”
  • Israel. (Is 41.10). – “O sustento.”

Cristo, o Nosso Amparo. A Escritura Sagrada diz:

- “Assaltaram-me no dia da minha calamidade, mas o SENHOR me serviu de amparo.” (2Sm 22.19).

- “Surpreenderam-me no dia da minha calamidade; mas o Senhor foi o meu amparo.” (Sl 18.18).

- “Eu sou pobre e necessitado, porém o Senhor cuida de mim; tu és o meu amparo e o meu libertador; não te detenhas, ó Deus meu!” (Sl 40.17).

- “Israel confia no Senhor; ele é o seu amparo e o seu escudo.” (Sl 115.9).

- “A casa de Arão confia no Senhor; ele é o seu amparo e o seu escudo.” (Sl 115.10).

- “Confiam no Senhor os que temem o Senhor; ele é o seu amparo e o seu escudo.” (Sl 115.11).

- “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hb 4.16).

- “lançai sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” (1Pe 5.7).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Marcos 5.25-35

Introdução: A mulher tinha uma hemorragia debilitante, embaraçosa, desencorajadora. (v.26), que estava além da ajuda do conhecimento e da simpatia humanos. Só Jesus podia ajudar agora. Todos nós, eventualmente, chegamos ao ponto onde aquela mulher estava. Meu socorro vem do Senhor. Não há miséria humana que não possa ser aliviada por essa espécie de esperança. Doze anos de sofrimentos tiveram cura repentina.

1- Ouvir. (v.27a).

A mulher ouvira falar de Jesus estando muito longe, em Cesaréia de Filipo, mas não impediu que qualquer coisa lhe servisse de empecilho. Ela fez o sacrifício a fim de que levasse seu problema à presença da Fonte da Cura.

Ela passava por muitas dolorosas e prolongadas curas, tomando muitos remédios e sofrendo com muitos curadores crus. Mas sabia que Jesus era diferente, e que sua cura podia ser feita de modo instantâneo e completo. Foi recompensado em sua fé. A Bíblia diz: “De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Rm 10.17). A fé vem pelo “que se ouve”, e não por causa do ato de ouvir. Ouvir falar do poder de Jesus e experimentar esse poder são coisas totalmente diversas.

2- Crer. (v.28).

A mulher solicitara a ajuda de muitos médicos, mas nenhum deles pôde aliviá-la. A mulher veio a Jesus como último recurso. Teria apelado para ele antes, se tivesse podido fazê-lo. Apelou para Jesus como último recurso. Porque dizia: “Se tão-somente tocar nas suas vestes sararei.” (v.28). Sua fé estava firmada em terreno sólido. Nada havia de mágico nas roupas de Jesus; mas dele emanava um poder autêntico, para quem estivesseem necessidade. A mulher não confiava nas vestes de Jesus, mas no próprio Cristo envolvido por aquelas vestes.

As Escrituras Sagradas dizem:

- “… se tiverdes fé… nada vos será impossível…” (Mt 17.20).

- “… Não temas, crê somente.” (Mc 5.36).

- “… tudo é possível ao que crê.” (Mc 9.23).

- “… se creres, verás a glória de Deus.” (Jo 11.40).

3- Tocar. (v.27b).

Tocar em Jesus. Aqui uma lição espiritual: Muitos tocaram em Jesus, mas não eram curados. Até hoje, também, muitos sabem acerca de Cristo e o respeitam, mas poucos são transformados por ele. Isso só ocorre mediante a confiança legítima nele, e não mediante o mero contacto com seu evangelho, com sua igreja, com sua história. Jesus corresponde aqueles que correspondem a ele, de modo real.

O que importa era o contato com Jesus e a sua presença. A cura teve lugar quando ela tocou nas vestes de Jesus. Há poder sanador no toque de Jesus, porque Ele se compadece das nossas enfermidades, e porque Ele é a fonte da vida e da graça. (Hb 4.16). Nossa atitude ao buscarmos a cura é aproximar-nos de Jesus e permanecer na sua presença. Aproxime de Jesus. (Tg 4.8ª). Toque em Jesus!:

  • Com Coragem. (v.27ª).  “… veio por detrás, entre a multidão…”
  • Com Ousadia. (v.27b). “… e tocou na sua vestimenta.”
  • Com Confiança – fé. (v.28). “Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.

As Escrituras Sagradas dizem:

- “no qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.” (Ef 3.12).

- “Chegamos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hb 4.16).

- “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hb 11.6).

Read Full Post »

Texto Bíblico: João 9.7

Siloé, hb. “Enviado”: O nome do tanque em Jerusalém onde o cego de nascença se lavou e recebeu a vista. (Jo 9.11). A outra menção de Siloé é em (Is 8.6). “As águas de Siloé que correm brandamente.” Tanto o seu nome (enviado), como a frase “correm brandamente,” parecem referirem-se ao fato de que o tanque era abastecido por um aqueduto que trazia ás águas da Fonte da Virgem, uma nascente no vale de Cedrom. O tanque de Siloé é um reservatório de 18 metros de comprimento por 06 de largura e 06 de profundidade. 

1- Levantar. (v.7). “Submissão.”

Uma grande oportunidade foi-lhe oferecida: “E Jesus disse-lhe: Vai, lava-te… O cego foi lavou-se e voltou vendo.”

  • Levantemo-nos para ouvirmos a voz de Deus. (Ez 2.1).
  • Levantemo-nos e obedecemos, pois, este é o caminho que nos conduz à vitória. (v.7).
  • Levantemo-nos e contemplemos a glória do senhor. (Ez 3.23).

2- Lavar. (Ap 22.14). “Purificação.”

O tanque de Siloé (tanque da purificação) representa a dispensação da graça. Não paga nada. Mergulhe no oceano da graça de Deus e Lava-te! Através:

  • Da Palavra de Deus. (Sl 119.9; Jo 15.3; Ef 5.26).
  • Do Sangue de Jesus. (1Jo 1.7; Ap 1.5; 7.14; 22.14).
  • Da Glória de Deus. (Êx 29.43).

3- Vestir. (Rm 3.23,24). “Redenção.”

As Vestimentas da Redenção. A vestimenta o ato da misericórdia de Deus ao homem em desobediência e pecado.

Adão e Eva estavam nus. (Gn 3.7).

- “E fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu.” (Gn 3.21).

A Crucificação de Jesus.

- “Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram quatro partes…” (Jo 19.23).

As vestes de Jesus foram tiradas e rasgadas para nos vestir:

  • A Veste da Salvação. (Is 61.10).
  • A Veste de Poder. (Lc 24.49; At 1.8; 2.1-4).
  • A Veste da Proteção. (Ef 6.11-13).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Lucas 18.35-43

1- Necessidade de Ouvir Falar de Jesus. (v.36).

- “De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Rm 10.17). 

2- Necessidade de Clamar por Jesus. (v.38).

- “Clama a mim e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes.” (Jr 33.3).

3- Necessidade de Ouvir Jesus. (v.41).

- “… Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna.” (Jo 6.68). 

4- Necessidade de Ver Jesus. (v.42ª).

- “Olhai para mim e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; porque eu sou Deus, e não há outro.” (Is 45.22).

5- Necessidade de Ser curado por Jesus. (v.42,43a).

- “… porque eu sou o Senhor que te sara.” (Êx 15.26).

6- Necessidade de Seguir a Jesus.  (v.43b).

- “Vinde a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu (Jesus) vos aliviarei…” (Mt 11.28).

7- Necessidade de Glorificar a Jesus. (v.43c).

- “Abraão… foi fortificado na fé dando glória a Deus.” (Rm 4.20).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Mateus 8.8

“A cura do servo do centurião” 

O centurião:

  • Buscou a ajuda do Senhor. (v.5).
  • Mostrou – se humildade diante do Senhor. (v.6ª).
  • Tinha notável confiança no Senhor. (v.8).

- “… dize somente uma palavra, e o meu criado sarará.”

Quando Deus fala algo acontece:

  • E disse Deus: Haja e houve. (Gn 1.3vv; Hb 11.3).
  • Ele levantou a sua voz e a terra derreteu. (Sl 46.6).
  • A voz dEle é poderosa. (Sl 29.4ª).
  • A voz dEle é cheia de majestade – gloriosa. (Sl 29.4b).
  • A voz dEle quebra o cedro. (Sl 29.5; Jr 23.29).
  • A voz dEle separa as labaredas do fogo. (Sl 29.7).
  • A voz dEle estremece o deserto. (Sl 29.8).
  • Ele faz ouvir a sua voz e as corsas dão cria. (Sl 29.9). A voz do Senhor tem poder de fertilidade.
  • Enviou a sua Palavra e os sarou. (Sl 107.20).
  • Sua Palavra não pode retornar vazia. (Is 55.11).
  • O Senhor vela sobre a sua Palavra para cumprir. (Jr 1.12).
  • A Palavra do Senhor subsiste eternamente. (Sl 40.8).

Resumo: “… dize somente uma palavra, e o meu criado sarará.” (v.8).

Read Full Post »

Texto Bíblico: Mateus 8.5-10

O Centurião de Cafarnaum

1- “Cafarnaum”. (Mc 1.21; Mt 4.13). Jesus fez dessa cidade o seu lar. Seu quartel-general, seu lar adotivo, após ter sido rejeitado de Nazaré. (Lc 4.16-31). O centro de suas atividades, durante o ministério na Galiléia. Atualmente se chama Tell Hum.

Ficava no extremo norte do lago (cidade à beira mar), em uma estrada para Damasco, na fronteira do território de Antipas, o que explica o posto de cobrança ou coletoria. (Mc 2.14). Era uma das mais importantes aldeias da Galiléia, sendo lugar apropriado para ali Jesus dar início ao seu ministério.

“Cafarnaum” significa “Vila de Naum”. Provavelmente o nome moderno, “Hum”, é lembrança de seu nome original. “Tell” significa “cômoro”.

2- “Centurião”. Era o comandante militar de uma centúria (companhia de cem homens), mas esse número pode ser maior. A presença de um centurião em Cafarnaum indica que aquela cidade era um posto militar importante do governo romano.

O historiador Políbio diz-nos que os centuriões eram famosos por serem excelentes homens, com freqüência os melhores elementos do exército romano. As divisões do exército romano eram: 1º Legiões; 2º Coorte; e 3º Centúrias. A legião consistia de dez coortes (também chamados bandos). E as coortes consistiam de seis centúrias. A centúria se compunha de cem homens.

Lucas 7.5,9 subentendem que o centurião – não era judeu, embora simpatizasse por Israel e sua fé religiosa.

Presume-se que ele era oficial do excército judaico de Herodes Antipas, e que suas associações com o povo religioso de Israel foram boas para ele. A fé religiosa sempre leva nossas mentes a dimensões maiores da vida.

3- “Criado”. No grego pode significar “filho” ou “escravo”, no uso popular. Talvez o centurião tivesse a afeição pessoal pelo criado, como às vezes sucedia. Lemos que em muitos casos os escravos não pertenciam às classes mais baixas, e que por muitas vezes eram médicos ou professores. Não era raro que um escravo fosse mais instruído e culto que seu Senhor.

4- “Paralítico”. Refere-se a alguma enfermidade dos nervos não sujeita à cura psicológica. Alguns sugerem que a doença talvez fosse tétano, febre reumática, epilepsia ou outra enfermidade grave.

Mas o Centurião, Buscou a Ajuda do Senhor.

“… dize somente uma palavra, e o meu criado sarará.” (Mt 8.8).

“Uma Palavra.” O centurião tinha notável confiança em Jesus.

O poder da Palavra de Deus:

  • Os mundos foram formados pela palavra de Deus. (Hb 11.3).
  • Deus falou e a luz apareceu. (Gn 1.3).
  • Enviou a sua palavra a os sarou. (Sl 107.20).
  • Sua palavra não pode retornar vazia. (Is 55.11).

Resumo: Certamente, uma cura pode ser produzida por uma simples palavra, contando que esteja escudada em uma vida espiritualmente poderosa.

Grandes obras têm sido feitas por sua palavra. Também temos sido espiritualmente curadas pela sua palavra, e esta basta para a cura física, igualmente.

Read Full Post »

Texto Bíblico: 2Reis 4.26

 Introdução: Diz Newell: “Coisas sombrias e coisas brilhante; coisas felizes e coisas tristes; coisas doces e coisas amargas; tempos de prosperidade e tempos de adversidade. A grande mulher, a sunamita, cujo filhinho estava morto em casa, respondeu à pergunta de Eliseu, “Vai bem com a criança?” Com… “Vai tudo bem.” Conforme dizia nosso amado irmão R. A. Torrey, sobre o trecho de Romanos 8.28: “Um travesseiro suave para um coração exausto.” As ações de ambos nesse incidente, de Eliseu e da sunamita, ilustram a importância da fé e da persistência.

A narrativa dessa sunamita rica contém três episódios-chaves:

1- A Benção. (vv.8-17).

As Sagradas Escrituras dizem:

- “A benção do Senhor é que enriquece, e ele não acrescenta dores.” (Pv 10.22).

- “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo.” (Ef 1.3).

  • A nossa salvação. (Sl 68.19).

2- A Prova. (18-21).

As Sagradas Escrituras dizem:

- “o crisol é para a prata, e o forno, para o ouro; mas o Senhor prova os corações.” (Pv 17.3).

- “Sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência.” (Tg 1.3).

- “Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” (Tg 1.12).

- “Porque par mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” (Rm 8.18).

  • O nosso crescimento espiritual.

3- Restauração. (vv.22-37).

O nosso Deus é aquele que restaura. Chamado reparador de brechas e restaurador de veredas. (Is 58.12).

  • O Senhor restitui a nossa saúde. (Jr 30.17).
  • O Senhor restitui a prosperidade perdida. (Jó 42.10).
  • O Senhor restitui a sorte do seu povo. (Sl 14.7).
  • O Senhor restitui a alegria da salvação. (Sl 51.12).

Read Full Post »

 Texto Bíblico: Mateus 9.27-30

Introdução: “Casa.” Casa de Pedro, onde Jesus ficava quando se demorava em Cafarnaum. Evidentemente os cegos vinham seguindo a Jesus desde boa distância, certamente com dificuldades, por causa da cegueira. Outros lhe teriam dito onde Jesus morava. Indagando pelo caminho, chegaram à rua onde Pedro morava, sabendo que ali encontrar-se-iam com Jesus.

A expectativa deles era enorme ao chegarem, finalmente, à presença de Jesus. Naturalmente que recebiam a Jesus como o Messias, e já reconheciam sua reputação como médico de todos os tipos de doenças.

Alguns comentaristas acham que Jesus não deu atenção aos homens enquanto não entrou em casa por não querer ainda aceitar o titilo de Messias (Filho de Deus), não estando ainda preparado para ser conhecido como Messias, até esse ponto do seu ministério.

Expressão hebraica (2Rs 6.17; Is 35.3). Os olhos cegos são olhos fechados. Olhos dotados de visão são olhos abertos. Jesus usou essa mesma expressão para a vista ou a cegueira espiritual. (Mt 15.4).

Há trevas totais na alma cujos olhos estão fechados para a luz de Deus. Aqueles cegos foram curados, foram-lhes abertas então às portas do reino dos céus, e expressaram uma fé quase cristã, pois reconheceram a Jesus como o Messias.

Esta passagem sugere lições espirituais sobre como se deve ter êxito em nossas petições a Deus.

OS DOIS CEGOS

1- Eles SEGUIRAM a Jesus na Hora Certa. (v.27ª). Devemos buscar a presença de Deus.

As Sagradas Escrituras dizem:

- “Vinde a mim (Jesus) todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” (Mt 11.28).

- “Todo aquele que vem a mim (Jesus) de maneira nenhuma o lançarei fora.” (Jo 6.37).

- “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz      da vida.” (Jo 8.12).

2- Eles CLAMARAM a Jesus, o Homem Certo. (v27b). Devemos ser humilde na presença de Deus – “tem compaixão de nós.”

A Sagrada Escritura diz:

- “Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.” (Jr 33.3).

Exemplos:

  • Israel no Egito sob o jugo da escravidão“… clamaram a Deus; e o seu clamor subiu a Deus.” (Êx 2.23).
  • Salmista Davi“Na minha angústia clamei ao Senhor e ele ouviu o meu clamor.” (Sl 18.6).
  • Salmista Davi“A ti clamaram e foram salvos…” (Sl 22.5).
  • Salmista anônimo“Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele ouve.” (Sl 120.1).

3- Eles APROXIMARAM de Jesus, no Lugar Certo. (v28a). Devemos buscar com diligência – seguiram a Jesus até sua casa.

As Sagradas Escrituras dizem:

- “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” (Is 55.6).

- “… porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hb 11.6b).

- “Chegai-vos a Deus, e ele chegará a vós…” (Tg 4.8).

4- Eles CRÊRAM em Jesus, O Médico dos Médicos. (v.28b). Devemos ter fé e confiança para que possa receber – fé no poder e na bondade de Deus dar.

  • O Deus de misericórdia. (v.27).
  • O Deus do impossível. (vv.29,30; Lc 1.37).

O Poder (infalibilidade) de Deus.

Depoimento Bíblico Quanto à Infalibilidade de Deus:

- “Haveria alguma coisa difícil ao Senhor?…” (Gn 18.14).

- “Ah! Senhor Deus, eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente maravilhosa.” (Jr 32.17).

- “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos seus pensamentos pode ser impedidos.” (Jó 42.2).

- “O Senhor nas é mais poderoso do que o bramido das grandes águas, do que as poderosas ondas do mar.” (Sl 93.4).

- “No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada.” (Sl 115.3).

- “Ah! Senhor Deus, eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente maravilhosa.” (Jr 32.17).

- “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa escapar das mãos; operando eu, quem impedirá?” (Is 43.13).

- “… mas a Deus todo é possível.” (Mt 19.26).

- “… porque para Deus todas as coisas são possíveis.” (Mc 10.27).

- “Porque para Deus nada é impossível.” (Lc 1.37).

- “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.” (Ef 3.20).

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 146 outros seguidores